Tenebrosos encontros fantasmas

Tenebrosos encontros fantasmas

Por mais que haja demanda dos fanáticos, falta a produtores e gravadoras constatar o óbvio quando se trata de exumar ídolos mortos: tudo tem limite e fim. As cinzas de Renato Russo já foram exploradas até o último grão, mas a EMI e Marcelo Fróes sempre acham um toco de osso com que lucrar. Com o pretexto de celebrar os 50 anos que Renato faria hoje, sai o CD Duetos, com tenebrosos encontros fantasmas com o cantor. Tão ruim quanto O Trovador Solitário (cometido por Fróes em 2008), tudo soa falso nesses duetos póstumos com Marisa Monte, Caetano Veloso, Zélia Duncan e outras iscas vivas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.