Tempo, dilemas e oportunidades

Sol e Júpiter em quadratura; a Lua será Vazia das 9h42 até as 16h50, horário de verão de Brasília

astro@0-quiroga.com, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2010 | 00h00

O tempo é pouco e oportunidades foram perdidas, a margem de manobra que chamamos de liberdade estreitou-se porque perdemos as oportunidades, essa é nossa culpa ativa. Soubemos quando devíamos mudar os paradigmas, mas nos recusamos a fazê-lo porque achamos que o preço seria alto demais. Há coisas que devem acontecer e há também o que nós, humanos, decidimos fazer com o que deve acontecer. A fórmula cósmica que rege este relacionamento é das mais complicadas possíveis, por isso não se admire você ante a complexidade dos dilemas que você deve resolver, parecendo insuperáveis. Faça o seu melhor na tentativa de solucionar esses dilemas, meditando o necessário para discernir qual, dentre todas, seria a ação correta que deve ser empreendida.

ÁRIES 21-3 a 20-4

Siga os seus impulsos, mas confira na prática se os resultados estão de acordo com o que tinha em mente. Continue seguindo os seus impulsos, mas faça as devidas correções para que a espontaneidade seja virtuosa.

TOURO 21-4 a 20-5

Ondas complicadas vêm por aí, mas sofrerão apenas as pessoas que não tenham cultivado flexibilidade suficiente para mudar seus paradigmas. Ondas complicadas são enriquecedoras também, para quem sabe aproveitá-las.

GÊMEOS 21-5 a 20-6

Melhorar o mundo com sua presença, só isso garantiria felicidade suprema, talvez não imediatamente, mas com a segura ação do tempo. Qualquer atitude que não melhore o mundo com sua

presença deve ser descartada.

CÂNCER 21-6 a 21-7

A radicalização de emoções e atitudes não era algo esperado nesta época do ano, mas já que acontece, melhor será lidar com isso da forma mais sábia possível. Evitar enfrentar o que se tornou necessário seria um erro.

LEÃO 22-7 a 22-8

O verdadeiro Eu está oculto no meio de máscaras que você foi usando ao longo do tempo. Nada de mal nisso, mas foi um jogo perigoso, porque com o tempo você se acostumou a confundir a máscara com o verdadeiro Eu.

VIRGEM 23-8 a 22-9

A insistência em fazer as coisas do jeito que você deseja vê-las acontecer é em parte sábia, porque revela sua força de vontade e fé na liberdade de escolher, mas também é burra, porque demonstra arrogância e soberba.

LIBRA 23-9 a 22-10

Será que a grama do vizinho é sempre mais verdejante? Ou não será que é real que a própria grama foi descuidada e se tornou legítimo você buscar satisfação além dos relacionamentos atuais? Este é o dilema.

ESCORPIÃO 23-10 a 21-11

Ninguém precisa alterar o humor perante o que desconhece e surge do nada. Porém, na prática é isso que acontece. Saiba que ninguém poderia temer o que desconhece, na verdade as pessoas só têm medo do conhecido.

SAGITÁRIO 22-11 a 21-12

Ame a sua realidade atual, porém, ame ainda mais os sonhos que seu coração acalenta e que ainda não encontraram oportunidade de realizar-se. O mundo mudará muito nos próximos anos, abrindo espaço para esses sonhos.

CAPRICÓRNIO 22-12 a 20-1

É contraditório, mas acontece. O mundo é humano e, por isso, deveria privilegiar e propiciar as atitudes livres das pessoas. Na prática é tudo o contrário, qualquer sinal de liberdade é criticado e cerceado.

AQUÁRIO 21-1 a 19-2

Nada pode manter-se em segredo para sempre, mas às vezes o tempo é longo demais e parece que assim seja. Entretanto, não se preocupe demais com o que permanece oculto, as coisas vão se acertar naturalmente.

PEIXES 20-2 a 20-3

Ganhe tempo em vez de perdê-lo. Para isso, é imprescindível que você aceite a complexidade de tudo que está em jogo neste solitário instante do destino e, em seguir, tome as atitudes pertinentes a cada caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.