Telecine aposta nos seriados

A partir do próximo domingo, dia 7 de agosto, o canal Telecine exibirá Numb3rs, título que já teve sua segunda temporada garantida nos Estados Unidos e é produzido pelos irmãos Tony e Ridley Scott. Outra série já comprada pela rede é The Cell, dirigida por Nick Gomez, que já fez TV (Família Soprano) e cinema (Quem não matou Mona). Essa atração é um tiro no escuro, pois ainda está em processo de filmagem e nem estreou nos Estados Unidos. Over There, uma produção do canal FX americano, acabou de entrar em cartaz na terra do Tio Sam e já tem seus direitos guardados para o Telecine.Para adquirir os seriados, a Rede Telecine ouviu as pesquisas de perfil de público de seu principal canal, o Premium. "O público-padrão do Telecine não é de séries, mas é do assunto das séries", explica a gerente de Programação da Rede Telecine, Claudia Freitas. Os temas em questão são os policiais e de ação. Numb3ers mostra um agente do FBI, Don Eppes (Rob Morrow), que pede ajuda a seu irmão Charlie (David Krumholtz), um matemático, para desvendar crimes em Los Angeles. A série é transmitida nos Estados Unidos pela CBS e alcançou ótima audiência por lá. Sleeper Cell conta a vida de um policial que se infiltra em uma célula terrorista. Já Over There é um drama sobre os soldados que estão em missão no Iraque. Claudia diz que os canais de série estão exibindo filmes e que inserir esse tipo de atração no Telecine é uma maneira de acirrar a competição. "Eles entram na nossa área e pensamos qual seria nossa opção de competição", fala a gerente de programação. A TNT, concorrente principal dos canais da Rede Telecine - e quase sempre líder de audiência na TV por assinatura, excluindo o Cartoon Network -, é o maior exemplo disso. Começou exclusivamente com os filmes e, agora, tem séries como Veronica Mars e até reality show produzido no Brasil, o Projeto 48. Para a exibição de Numb3rs, a Rede Telecine criou uma estratégia para manter seus habituais telespectadores grudados na telinha. Como estão acostumados a ver longas-metragens no horário nobre, o Telecine Premium exibirá, aos domingos, dois episódios da série na seqüência - uma reprise seguida de um capítulo inédito, a partir das 21 horas, com exceção da estréia, no dia 7 de agosto, em que serão exibidos dois episódios inéditos. Haverá reprises às quintas, às 21 horas. O Telecine Pipoca exibirá a versão dublada da série às segundas, às 21 e 22 horas (reprise e inédito), com segunda alternativa às sextas, 21 horas. GNT entra na ondaO GNT não é um canal de seriados e minisséries, mas entrou na onda e estreará, no dia 10 de agosto, a minissérie Morte na Escadaria. A emissora sempre buscou documentários nacionais - exibe ótimos títulos nacionais como Edifício Master - e internacionais, como os de Michael Jackson. Morte na Escadaria não é bem um documentário, mas também não é ficção. Baseada na história de Michael e Kathleen Peterson, protagonistas de um caso que deu o que falar nos Estados Unidos, a minissérie conta os detalhes do acidente/crime e do julgamento. É possível que você se lembre desse fato que ocorreu em dezembro de 2001, na Carolina do Norte. Um homem telefonou à polícia dizendo que sua mulher havia caído da escada e estava morta. Esse homem, o jornalista Michael Peterson, foi preso, acusado de assassinato. O caso foi a julgamento. A série, em oito capítulos, segue o motivo da morte de Kathleen. Antes da estréia, no dia 6, próximo sábado, o GNT exibe uma entrevista com o diretor, Jean-Xavier de Lestrade, além de depoimentos de advogados criminalistas e roteiristas brasileiros, como Alexandre Machado (Os Normais, Os Aspones), discutindo o caso. O especial vai ao ar às 20 horas. Mesmo sem tradição na exibição de minisséries, o GNT justifica sua escolha. "Morte na Escadaria é uma série especial, de altíssima qualidade e dirigida por um ganhador do Oscar. Acompanha um caso real, foi licenciada para mais de 20 países, fez sucesso", explica a gerente de Programação do GNT, Christianne Marques. A série irá ao ar às quartas, às 21 horas, e aos domingos serão exibidos dois episódios na seqüência: o capítulo da semana precedido pelo anterior, a partir das 19 horas. A estréia está prevista para o dia 24.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.