Telas de Rockwell voltam aos EUA

Três telas do artista plástico americano Norman Rockwell, roubadas em 1978, voltarão aos Estados Unidos. Elas estavam em poder do marchand José Maria Carneiro, dono de uma galeria em Teresópolis, cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro. A devolução dos quadros foi possível depois de um acordo entre o Ministério Público Federal do Rio, promotores americanos e o marchand. As obras foram entregues por Carneiro na manhã de ontem à Justiça Federal, em Teresópolis.Os quadros The Spirit of 1976, So Much Concern e No Swimming fazem parte de um grupo de sete telas, roubadas da galeria Elayne, em Minnesota, nos Estados Unidos. Eles foram adquiridos por Carneiro em 1993. O marchand garantiu ter a documentação de que as obras entraram legalmente no País. Desde maio o Federal Bureau of Investigation (FBI), a polícia federal dos Estados Unidos, tentava reaver os quadros. Isso foi possível porque os americanos utilizaram, pela primeira vez, o Acordo Brasil-Estados Unidos de Cooperação Judiciária, firmado entre os dois países em 1997.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.