Efe
Efe

Tela de Warhol com Liz Taylor será leiloada

Preço mínimo estimado pela Phillips de Pury & Company é de US$ 20 milhões

Efe,

24 de março de 2011 | 15h28

Um retrato da atriz Elizabeth Taylor feito por Andy Warhol em 1963 será colocado à venda em maio por um preço estimado entre US$ 20 e 30 milhões, informou nesta quinta-feira, 24, a casa de leilões nova-iorquina Phillips de Pury & Company.

 

O retrato da atriz, que morreu na quarta-feira, 23, em Los Angeles aos 79 anos vítima de uma insuficiência cardíaca, irá a leilão no dia 12 de maio em Nova York.

 

"A tela é uma joia. É Warhol em seu melhor momento", indicou o diretor de arte contemporânea da Philips, Michael McGinnis, que ressaltou o azul-turquesa do fundo e classificou a obra como "um clássico" que reflete Liz "tal como era ela quando Warhol a pintou há quase 50 anos".

 

A pintura - disse - tem "tudo" o que qualquer grande colecionador de arte dos séculos XX e XXI gostaria. "Estamos entusiasmados por oferecer esta rara oportunidade".

 

McGinnis afirmou que o glamouroso retrato da atriz de olhos violeta "é uma mostra dos aspectos mais importantes que Warhol abordou ao longo de sua obra, incluindo a celebridade, o bem-estar, os escândalos, o sexo, a morte e Hollywood".

 

"É o epítome do velho glamour do estilo de Hollywood. Liz Taylor foi uma das mais famosas inspirações de Warhol, assim como Marilyn Monroe e Jackie Kennedy", acrescentou o especialista.

 

O ícone da pop art se sentiu atraído pela atriz britânica por seus inúmeros romances e pelas tragédias que viveu. Ela "foi uma formidável influência ao longo de toda sua carreira", disse McGinnis.

 

O retrato, disse o diretor da casa de leilões, "captura a pele luminosa, os assombrosos olhos violeta e seus lábios vermelhos. O poder de sua atração nunca foi tão evidente como nesta pintura de Warhol, que é um deslumbrante tributo a Elizabeth Taylor".

Tudo o que sabemos sobre:
Andy WarholLiz Taylor

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.