Tela de Spitzweg é roubada na Longa Noite dos Museus

O quadro Friedenszeit ("Tempo de Paz"), do artista alemão Carl Spitzweg (1808-1885), foi roubado no fim de semana passado do Pavilhão de Arte da cidade alemã de Mannheim aproveitando, aparentemente, a iniciativa cultural denominada "Longa Noite dos Museus".Os responsáveis do museu acreditam que a obra foi roubada aproveitando a grande movimentação de público criada pela "Longa Noite", iniciativa cultural que consistente no prolongamento do horário de funcionamento das instituições para incentivar a visitação.O quadro, de 26 por 49 centímetros e avaliado em 500 mil euros, foi arrancado de sua moldura, informaram hoje fontes do museu, provavelmente entre a sexta-feira à noite e a segunda-feira pela manhã.A peça, propriedade de Mannheim há um século, não estava exposta naquele momento, mas se encontrava em uma sala fora do percurso dos visitantes.A obra de Spitzweg ficava fora do raio de observação das câmaras de vídeo e dos sistemas de alarme, já que não estava incluída na exposição temporária em exibição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.