GABRIEL BILO/ESTADÃO
GABRIEL BILO/ESTADÃO

Tecnologia transporta público para os bastidores

Com vídeos 360º, é possível acompanhar o processo de criação de Herchcovitch, observar seus croquis e objetos

O Estado de S.Paulo

18 Outubro 2015 | 08h48

Imagine poder acompanhar de casa, no celular ou no computador o processo de criação de Alexandre Herchcovitch, como se estivesse dentro do ateliê, ao lado dele. Ao deslizar a tela para um lado, é possível observar detalhadamente os croquis, as anotações e os objetos na mesa. Ao virar para o outro, dá para explorar as roupas e o ambiente. Com a tecnologia de vídeos 360º, isso será possível nesta edição do São Paulo Fashion Week. O estilista, que comemora 20 anos de carreira junto com os 20 do evento, não será o único contemplado nessa experiência. Em parceria com a O2 Filmes e o Facebook, o SPFW traz pela primeira vez a uma semana de moda a tendência de filmes que recriam ambientes de bastidores e desfiles em uma espécie de realidade virtual.

"A ideia é que quem não foi ao evento possa imaginar e sentir como seria estar lá", diz Alessandra Pelegrino, que dirige o projeto em parceria com Ricardo Laganaro, da O2 Filmes. Serão três vídeos, com cerca de um minuto cada. O do ateliê de Herchcovitch vai ao ar na terça-feira, 20, na página do SPFW na rede social. Os outros dois serão gravados ao longo da semana - um trará uma retrospectiva dos 20 anos de SPFW e, outro, experiências de bastidores e primeira fila dos desfiles.

Desde 2001, o SPFW aposta em parcerias que estimulam inovações interativas. No ano passado, montou um estúdio com o fotógrafo Bob Wolfenson, que clicava imagens diretamente para o Instagram. "Buscamos essas parcerias para estimular as melhores práticas e o que tem de mais novo nas tecnologias. Moda é um dos temas mais interessantes e buscados pelos usuários das redes", afirma Christian Rôças, líder de parcerias estratégicas em entretenimento do Facebook e do Instagram Brasil.

Além dos vídeos 360º, o público poderá acompanhar a semana em transmissões ao vivo pela rede social, outra experiência pioneira em semanas de moda. Haverá também bate-papos com modelos, estilistas e especialistas como Costanza Pascolato. "Para nós, é importante estar aliado a empresas que buscam inovação. Nada mais natural do que a gente querer se antecipar", diz Paulo Borges, idealizador do SPFW.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.