Divulgação
Divulgação

Técnicas variadas na Mostra Sesc

Espetáculos nacionais e internacionais serão apresentados na Capital e em cidades do Interior

ELIANA SILVA DE SOUZA, O Estado de S.Paulo

28 de junho de 2013 | 02h05

Que tal uma programação para agradar tanto adultos quanto crianças? Então, todos a postos para conferir a programação da Mostra Sesc de Teatro de Animação, que começa hoje e segue até o dia 7 de julho. Com curadoria da equipe do próprio Sesc, a mostra reúne ao todo 21 grupos, sendo dez companhias nacionais e 9 internacionais e 2 coproduções.

As técnicas utilizadas pelos grupos são bem variadas, alguns usam fios, outros varas, luvas, além de projeções e vídeos. E os palcos também não ficam atrás, há desde os tradicionais até as intervenções interativas ou aquelas que se dão em pequenas caixas, minúsculas, para serem vistas de forma intimista.

A curadoria da mostra é compartilhada, ou seja, cerca de dez pessoas de unidades do Sesc participaram da escolha dos grupos participantes. "Ao longo do ano, nós vamos avaliando e montando uma base de dados com as várias companhias que se apresentam nos Sescs", explica Sidnei Martins, coordenador geral e um dos curadores. De acordo com ele, esses grupos que estão incluídos na mostra foram selecionados de um total de quase 200. "Procuramos escolher os trabalhados de acordo com a diversidade técnica, de formato e origem das produções", completa.

Quanto aos grupos internacionais, Sidnei conta que "essas companhias foram escolhidas ou por serem conhecidos por algum trabalho apresentado aqui no País, ou porque foram observados em festivais, ou mesmo indicados por pessoas que conhecem o trabalho delas", completa.

Em sua terceira edição nesse formato, a intenção do Sesc, segundo Martins, é que essa mostra acabe se tornando um projeto regular. "O Sesc sempre lidou com teatro de animação, e essa mostra tem tido um bom retorno de público, por isso a ideia de dar continuidade ao projeto", conta.

Quem for conferir a mostra poderá assistir aos espetáculos dos brasileiros Cia. Fios de sombra, Ópera na Mala, Prana Teatro de Animação e Sobrevento, de São Paulo, Caixa do Elefante, do Rio Grande do Sul, As Caixeiras Cia. de Bonecas, de Brasília, Cia Navegante e Giramundo, de Minas Gerais, Cia Teatro Portátil, do Rio de Janeiro, e Trip, de Santa Catarina.

Entre os internacionais, estão grupos da Inglaterra, França, Espanha, Chile, Argentina, Austrália, Holanda e Itália. Tem ainda duas coproduções, uma do Brasil com a França e outra com Canadá, Estados Unidos e França.

As apresentações estão programadas para as unidades do Sesc da capital e da Grande São Paulo - Bom Retiro, Pompeia, Santo Amaro e Santo Andre, além de algumas do interior, como Campinas, Piracicaba, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos e Sorocaba. E, além das peças, haverá ainda oficinas, debates, vivências, intervenções e encontros. Quanto aos ingressos, parte da programação tem entrada gratuita e os demais, preços populares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.