JF Diorio/ AE
JF Diorio/ AE

Teatros paulistanos prometem 2012 agitado

Musicais, releituras e novidades recheiam temporada nos palcos da cidade de São Paulo

Maiara Camargo - Jornal da Tarde,

05 de janeiro de 2012 | 09h19

SÃO PAULO - Depois de semanas de calmaria por causa das festas de fim de ano, os teatros da cidade preparam uma programação agitada. Mais uma vez, os musicais merecem destaque. Estreia neste mês Hair, de Charles Möeller e Claudio Botelho. Em março, é a vez de A Família Addams, Tim Maia – Vale Tudo, Priscilla, Rainha do Deserto e Um Violonista no Telhado.

 

Para julho, a expectativa é que cheguem por aqui Xanadu, dirigido por Miguel Falabella, e Judy Garland – O Fim do Arco-Íris, também da dupla Möeller e Botelho. Quem prefere outros gêneros já pode colocar na agenda Palácio do Fim, que tem direção de José Wilker, Macbeth e Hamlet.

 

A geração paz e amor de Hair

 

Depois de ser visto por cem mil espectadores no Rio, Hair, da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho, estreia por aqui no próximo dia 13. A montagem se passa no período da Guerra do Vietnã, momento marcado também pela descoberta do amor livre, das drogas, do rock psicodélico e do estilo de vida dos hippies.

 

Originalmente, o espetáculo estreou num pequeno teatro off-Broadway, em 1967, e se tornou sucesso mundial. Com texto de Gerome Ragni e James Rado e música de Galt MacDermot, a trama acompanha os integrantes de uma ‘tribo’ de hippies de Nova York. Fazem parte do grupo Claude (Hugo Bonemer), que é convocado para a Guerra do Vietnã, e a grávida Jeanie, interpretada por Kiara Sasso.

 

Teatro Frei Caneca. R. Frei Caneca, 569. Tel. 3472-2226. Estreia 13/1. Até 29/4. Qui., às 21h. Sex., às 21h30. Sáb., às 18h e 21h30. Dom., às 18h. Ingr.: de R$ 130 a R$ 160.

 

 

Os três lados de um conflito

 

Com direção de José Wilker, o Palácio do Fim traz no elenco Antônio Petrin, Camila Morgado e Vera Holtz. Com texto da dramaturga canadense Judith Thompson, o espetáculo apresenta três visões particulares sobre o drama iraquiano. Em cena, três personagens, que estão em lados opostos, têm sua trajetória modificada e, ao mesmo tempo, conectada pela barbárie. A montagem foi indicada a quatro categorias do Prêmio Shell 2011 do Rio, incluindo melhor direção.

 

Teatro Anchieta. R. Dr. Vila Nova, 245. Tel. 3234-3000. Estreia 20/1. Até 11/3. Sex. e sáb., às 21h. Dom., às 18h. Ingresso: R$ 32.

 

Eu vou chamar o síndico. Tim Maia!

 

Tim Maia vai sacudir o palco do Procópio Ferreira a partir de março. Encabeçado por Tiago Abravanel, o musical Tim Maia – Vale Tudo tomará o tablado paulista. Na pele do ‘síndico’, o neto de Silvio Santos ganhou o público do Rio e o respeito de gente como a autora Gloria Perez, que o escalou para a sua próxima novela das 9, na Globo. O espetáculo tem direção de João Fonseca e texto de Nelson Motta. Pontuada por canções de Tim, a trama parte da infância e passeia por toda a vida do cantor.

 

Teatro Procópio Ferreira. R. Augusta, 2.823. Tel. 3083-4475.

Estreia 9/3. Horários e preços ainda não foram divulgados.

 

 

 

Toda a animação do trio de Priscilla

 

Sucesso do cinema nos anos 90, Priscilla, Rainha do Deserto ganhou versão musical em Nova York, em 2011. Após passar pela Austrália e Londres, a megaprodução chega a São Paulo. Marca registrada da história, o ônibus colorido que será utilizado no espetáculo veio de navio da Espanha. No elenco da trama – que mostra a chegada de um trio de drag queens a uma cidadezinha da Austrália – já estão confirmado nomes de destaque, como André Torquato, Saulo Vasconcelos e Simone Gutierrez.

 

Teatro Bradesco. R. Turiassu, 2.100. Tel. 3670-4100. Estreia 16/3. Horários e preços ainda não foram divulgados.

 

No Olimpo kitsch de Xanadu

 

No mês de julho, o palco do Teatro Procópio Ferreira vai virar o Olimpo. Artur Xexéo montará o musical Xanadu, que, em 2007, explodiu na Broadway e levou quatro prêmios Tony. Aqui, Miguel Falabella vai dirigir os atores Danielle Winits, Thiago Fragoso e Sidney Magal no espetáculo em que os deuses da mitologia grega descem à Terra para ajudar os humanos. “’Xanadu’ é um musical esquizofrênico“, diz Falabella, no material de divulgação. Kitsch, a montagem conta com uma vasta gama de cores berrantes e ícones dos anos 80.,

 

Teatro Procópio Ferreira. R. Augusta, 2.823. Tel. 3083-4475.

 

 

Uma família estranha

 

Com Marisa Orth e Daniel Boaventura nos papéis de Mortícia e Gomez, o musical A Família Addams leva ao palco a bizarra e simpática família criada pelo cartunista Charles Addams. O enredo gira em torno do novo namorado de Wandinha, a filha do casal.

 

Teatro Abril. Av. Brigadeiro Luís Antônio, 411. Tel. 4003- 6464. Estreia 2/3. Qui. e sex., às 21h. Sáb., às 17h e 21h. Dom., às 16h e 20h. Ingr.: de R$ 70 a R$ 250.

 

José Mayer vive um pai judeu

 

Em sua estreia no teatro musical, José Mayer lidera o elenco de Um Violinista no Telhado, também de Charles Möeller e Claudio Botelho, que são considerados os reis do musical nacional. Na trama, Mayer é o rústico Tevye, um leiteiro e pai de cinco filhas. Ele vive num vilarejo judeu cravado na Rússia Czarista e tenta preservar seus costumes. Inspirada nos tradicionais contos judaicos de Sholom Aleichem, a peça estreou na Broadway em 1964, com música de Jerry Bock e Sheldon Harnick.

 

Teatro Alfa. R. Bento Branco de Andrade Filho, 722. Tel. 5693- 4000. Estreia 22/3. Horários e preços não foram divulgados.

 

 

 

Outras peças

Como Se Tornar Uma Super Mãe em 10 Lições

Com Ana Lúcia Torre e Danton Mello, a peça retrata, de forma

engraçada, a tarefa de ser mãe.

Teatro Gazeta. Av. Paulista, 900. %3253-4102. Estreia 13/1.

 

A Construção

Com texto de Franz Kafka, traz Caco Ciocler na pele de um ser atormentado.

Sesc Pompeia. R. Clélia, 93. % 3871-7700. Estreia 10/2.

 

Macbeth

O clássico de Shakespeare terá Ana Paula Arósio e Marcello Antony.

Teatro Vivo. Av. Dr. Chucri Zaidan, 860. % 2626- 0867.

Estreia em maio.

 

Judy Garland –O Fim do Arco-Íris

De Möeller e Botelho, mostra a vida da eterna Dorothy de O Mágico de Oz. Estreia em julho.

 

Razões para Ser Bonita

O texto de Neil Labute terá interpretação de Ingrid Guimarães.

Teatro Vivo. Estreia em setembro.

 

Hamlet

Thiago Lacerda é o perturbado personagem shakespeariano.

Teatro Vivo. Estreia em novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
teatro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.