Teatro latino-americano invade a Casa de América

Com o espetáculo La Morocha, interpretado pela argentina Cristina Banegas, começou hoje na Casa de América de Madri um festival que durante três dias mostrará as diversas tendências de vanguarda do teatro latino-americano. O evento conta com participação de companhias do Brasil, Argentina, Venezuela, Cuba, Porto Rico e México. "Do tango à música eletrônica, dos ritos pagãos aos ritos aztecas, do teatro circense às apresentações de cabaré", todos os elementos que constituem as artes latino-americanas estão presentes neste evento coordenado pela argentina Cristina Civale. Além de La Morocha, da Argentina, serão apresentadas as peças La Silla (Venezuela), dirigida e interpretada por Luz Urdaneta e Jacques Broquet, Transferência (Brasil), de Michel Groisman, Cuando duermo sueño que vuelo (Cuba), interpretada e dirigida por Inti Hernández, Tres o cuatro jugadas y otras coreografías (Puerto Rico), interpretada pelo Grupo Andanza, e Cruces (México), dirigida por María Morett e Alvaro Hegewisch com o grupo Me xhic co Teatro. Os espetáculos são realizados seguidamente, um após o outro, e o público deve seguir os artistas pelos diferentes ambientes do Palacio Linares (jardins, explanada, anfiteatro, corredores e salas), sede da Casa de América.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.