Teatro indiano perde Badal Sircar

O dramaturgo indiano Badal Sircar morreu na sexta-feira, aos 85 anos, em Calcutá, vítima de um câncer na próstata. Marxista, ele foi o responsável pela renovação criativa do teatro indiano ao conceber obras como Cavalo Louco e E Indrajit, como afirmaram os meios de comunicação locais. Premiado em seu país, o dramaturgo da região de Bengala, também ator, colocou em suas peças, principalmente, na década de 1970, os conceitos do teatro do absurdo e do teatro de rua. Ele havia deixado os palcos em 2003, após ter sofrido um atropelamento. / EFE

, O Estado de S.Paulo

16 de maio de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.