Teatro em boa fase tem estréias em novembro

Não há como duvidar do bom momento do teatro. Há dois ou três anos, raras eram as peças que estreavam em novembro, início de um recesso que perdurava até meados de janeiro. Pois, contrariando expectativas, são muitas as estréias do mês. Entre elas, Imagens da Quimera, do grupo carioca Moitará; Até as Orelhas, do paulistano Cão, e Frankenstein, monólogo de Marcos Lemes. O teatro de máscaras é a linguagem do grupo Moitará, maturada em 15 anos de trabalho ininterrupto e rigoroso. Imagens da Quimera tem apenas 50 minutos e alcançou no Rio aprovação unânime da crítica, que elogiou a qualidade e expressividade das máscaras, a precisão do trabalho corporal, o refinamento poético da criação. "Acho que, não por coincidência, a maioria dos grupos cujo trabalho começa a ser reconhecido têm por volta de 15 anos", observa o diretor Venício Fonseca.No palco, duas das chamadas "meias-máscaras" falantes. São máscaras que não cobrem o rosto todo e têm personalidade. Uma delas é uma velha, a detentora da sabedoria. A outra, é a jovem Mitôa. No encontro entre as duas, a jovem vai passar por um aprendizado. Bem paulistana é a montagem de Até as Orelhas, peça de Ênio Gonçalves, mesmo autor de Cachorro!, texto indicado ao prêmio Shell. A cidade de São Paulo é quase personagem dessa comédia. Tudo se passa numa mansão mal conservada no bairro Campos Elíseos, durante as obras do metrô. Na mansão, a velha dona Nenê viveu uma infância de menina rica. Agora é obrigada a alugar o quarto onde cresceu para sobreviver.Numa sala da Funarte, o ator Marcos Lemes promete fazer o clima pesar com seu monólogo Frankenstein. O cenário é uma instalação ? aberta ao público durante o dia ? que propicia ao espectador um sentimento de claustrofobia, reforçado pela iluminação. A intenção é transportar o público para dentro do laboratório de Victor Frankenstein, um cientista movido pelo desejo de imortalidade.Imagens da Quimera - Sexta e sábado às 21h; domingo às 20h. Tusp: Rua Maria Antônia 294 tel.: 3255-5538. R$ 15. Até as Orelhas - Sexta e sábado às 21h; domingo às 19h. Teatro Sérgio Cardoso, Sala Paschoal Carlos Magno: Rua Rui Barbosa, 153 tel.: 288-0136. R$ 20.Frankenstein - Sexta e sábado às 21h; domingo às 20h. Funarte, Sala Mário Schenberg: Alameda Nothmann 1.058 tel.: 3662-5177. R$ 10.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.