Teatro da Vertigem mostra de graça <i>História de Amor</i>

Com 15 anos de existência e uma trilogia - Paraíso Perdido, O Livro de Jó e Apocalipse 1.11 - premiada e aplaudida em diferentes partes do mundo, o Teatro da Vertigem sem dúvida merece tratamento de patrimônio cultural do Brasil. Mas sua relevante trajetória não foi suficiente para impedir que o espetáculo BR3, cujo palco era o Rio Tietê percorrido por público e atores num barco e está indicado para o Prêmio Shell 2006 - em seis categorias, entre elas autor e diretor - fosse suspenso ano passado por problemas financeiros. Os danos foram graves, as dívidas provocaram desde falta de teto para o acervo até telefones cortados, mas o Vertigem começa a dar a volta por cima. Sob direção de Antônio Araújo, estréia nesta segunda-feira na Galeria Olido a leitura encenada de História de Amor (Últimos Capítulos), peça do francês Jean-Luc Lagarce interpretada por Roberto Audi, Sérgio Siviero e Luciana Schwinden. ?Não é um espetáculo, é leitura encenada?, diz Araújo. ?É algo muito simples, mas que vai ajudar o Vertigem a vencer uma etapa, graças ao apoio da Petrobras e da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. Ano passado foi tudo muito difícil e cheguei a pensar que a companhia se desagregaria.? Mas a equipe não só está de novo coesa como já começa a buscar recursos para retomar, ainda este ano, a temporada de BR3. ?Seria muito bom conseguir para os meses de maio e junho, de poucas chuvas.? Também na Galeria Olido será aberta, na próxima segunda-feira, uma exposição sobre a trajetória do Vertigem, com curadoria de Marcos Moraes, com fotos, diários de ensaios e programas de peça de apresentações brasileiras e estrangeiras, como o da temporada de Apocalipse 1.11 na Polônia. Um jogo criado pela metalinguagem é a principal qualidade de História de Amor, cuja trama gira em torno de um triângulo amoroso. Supostamente o que aconteceu está sendo contado por um dos homens do triângulo e sua narrativa é contestada pelos demais. ?O jogo proposto é divertido e, para a gente, remete aos atritos entre diretor, autor e atores de nossa forma colaborativa de criar peças.? História de Amor. 50 min.,12 anos. Galeria Olido. Rua São João, 473, 3334-0001. 2.ª a 4.ª, 19 h e 20h30. Grátis (retirar convite uma hora antes). Até 28/3

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.