Teatro Amazonas ganha documentário

O documentário Teatro Amazonas, de Aurélio Michiles, tem pré-estréia hoje no evento Amazônia Br, em cartaz no Sesc Pompéia, e será exibido pela TV Cultura e pela Rede Sesc-Senac no sábado, às 21h. O filme conta a história do Teatro Amazonas, de Manaus, desde sua fundação em 1896, e aborda a importância do teatro na transformação da capital do Amazonas em centro urbano durante o ciclo de extração da borracha. O filme mostra também uma reconstituição de época com o cantor Jair de Oliveira interpretando o governador do Amazonas Eduardo Gonçalves Ribeiro. Ele governou o estado por duas vezes após a proclamação da república, em 1889. Ribeiro trabalhou pela urbanização de Manaus, valendo-se de sua formação de engenheiro e arquiteto. Entre outras obras, ele inaugurou o Teatro Amazonas.Além da participação de Jair Oliveira, o diretor Aurélio Michiles colheu depoimentos de amazonenses ilustres, como o poeta Thiago de Mello, o escritor Milton Hatoum e os historiadores Otoni Mesquita e Mário Ypiranga Monteiro. Este último tem 97 anos de idade e viu os primeiros anos de funcionamento do Teatro Amazonas. Outra colaboração importante em Teatro Amazonas é a do ator Paulo Autran, responsável pela narração do documentário. No campo da ficção, Michiles dirigiu o longa O Cineasta da Selva, de 1997, em que José de Abreu vive o cineasta Silvino Santos, que explorou a floresta amazônica atrás de registros inéditos da vida na selva. Teatro Amazonas - Direção de Aurélio Michiles. 55 minutos. Pré-estréia hoje às 19h no Sesc Pompéia. Exibição simultânea na TV Cultura e na Rede Sesc-Senac de TV no sábado às 21h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.