Teatro a R$1 termina no domingo

Domingo que vem é a última oportunidade para conferir diversas peças teatrais por preços simbólicos. O projeto Domingo no Teatro, da Secretaria Estadual de Cultura, chega ao seu último fim de semana depois de atrair mais de 150 mil espectadores em nove edições. Neste último dia do projeto, 13 peças serão apresentadas em várias salas da cidade com ingressos a R$ 1. Se você já se animou em ir ao teatro no domingo, é bom sair correndo para garantir o seu ingresso. E sem esquecer de colocar um calçado bem confortável. As entradas estão sendo vendidas em postos instalados no Poupatempo de Itaquera, Santo Amaro e da Praça da Sé, de segunda à sexta, das 7h às 19h, e sábados, das 7h às 13h. Segundo a organização do projeto, vai ser praticamente impossível encontrar algum ingresso nos últimos dias. As filas que se formaram na frente dos postos de vendas foram uma grata surpresa para os organizadores da promoção. Em cada edição do evento, um amontoado de gente estava de prontidão para conseguir sua entrada desde as primeiras horas de funcionamento das bilheterias. Algumas pessoas chegavam a entrar três ou quatros vezes na fila para comprar ingressos de várias peças. Outra surpresa foi o perfil do público. O programa da secretaria atraiu desde desempregados e aposentados até famílias de classe média e, principalmente, universitários que nunca tiveram a oportunidade de ir ao teatro, seja pelo preço dos ingressos ou por falta de hábito. Desde o início do Domingo no Teatro, no fim de outubro, cerca de 100 espetáculos fizeram parte da programação. Para viabilizar o projeto, a Secretaria da Cultura do Governo de São Paulo paga às companhias uma quantia equivalente à lotação total do teatro com o preço cobrado aos domingos. Para a programação desta última edição, os organizadores deram destaque para as peças adultas. A seleção inclui O Coronel dos Coronéis, as espíritas Nosso Lar e O Amor Venceu e Um Padre à Italiana. As peças infantis também não foram esquecidas. Além dos clássicos Arca de Noé e Os Saltimbancos, a programação traz A Patolândia, As Sete Cores de Dizeroah e Panos e Lendas. A renda obtida com o pagamento simbólico de R$ 1 será revertida ao FACT (Fundo de Assistência à Classe Teatral), que há nove anos vem trabalhando em favor de artistas portadores do vírus da aids. Mais informações sobre as peças, horários e salas podem ser obtidos no site www.culturapress.com.br ou pelo telefone 231-8162.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.