Divulgação
Divulgação

Tarrafa Literária abre sua quinta edição

Até domingo, escritores como Gonçalo M. Tavares, Juan Pablo Villalobos e Michel Laub participam do festival

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

24 Setembro 2013 | 19h09

Quando o livreiro José Luiz Tahan pensou em criar um festival literário em Santos, sua ideia era realizá-lo numa grande tenda com vista para o mar, no Emissário Submarino, na divisa entre Santos e São Vicente. A ideia não vingou, mas a Tarrafa Literária segue firme e forte no seu propósito de promover conversas entre escritores e seus leitores. A quinta edição começa na quarta (25), com um show de Hamilton Holanda Trio no Sesc, e continua de quinta (26) a domingo (29) no Guarany, um teatro inaugurado em 1882 no centro, hoje histórico, que sofreu um grande incêndio um século depois e que, totalmente restaurado, abriga a Tarrafa desde sua estreia, em 2009.

Com entrada gratuita e senhas distribuídas 30 minutos antes dos debates, o festival orçado em R$ 908 mil (R$ 687 mil da Lei Rouanet e R$ 221 mil do Proac) recebe nomes como a americana Elizabeth Kantor, que lança, pela Realejo, editora de Tahan, A Fórmula do Amor: Segredos de Jane Austen Para os Relacionamentos, o português Gonçalo M. Tavares, Marcelo Rubens Paiva, Juan Pablo Villalobos, Antonio Geraldo Ferreira, entre outros. Na abertura dos debates, amanhã, às 18 h, a conversa será entre Michel Laub e Daniel Pellizzari.

Tahan foi sócio da extinta livraria Iporanga e é dono da Realejo, livraria aberta em 2001 e que teve o escritor José Roberto Torero como sócio por dois anos. “Como livreiro, realizei centenas de eventos na nossa loja de rua e continuo realizando. Mas fazer um festival é radicalizar o formato desse encontro. O barulho gerado dá a chance de mostrarmos para mais pessoas que existe leitura não obrigatória, que se lê como modelo de diversão, uma diversão com conteúdo, mas diversão”, comenta o organizador, que se inspirou na Flip, de Paraty, e na Jornada de Literatura, de Passo Fundo, para fazer a Tarrafa Literária.

Entre as novidades deste ano, está uma exposição com fotos de 19 escritores, como Clarice Lispector e João Cabral de Melo Neto, feitas por Marc Ferrez e Otto Stupakoff, entre outros, que o Instituto Moreira Salles leva à Bolsa do Café, a poucos passos do Teatro Guarany.

DESTAQUES

O Escritor é um Fingidor?

Sexta, 20 h, com Gonçalo M. Tavares e Antonio Ferreira 

A Fórmula do Amor

Sábado, 20 h, com Elizabeth Kantor e Francisco da Veiga

A Vida em Riscos

Domingo, 16 h, com Adão Iturrusgarai e Guto Lacaz

 

TARRAFA LITERÁRIA

Teatro Guarany. Praça dos Andradas, 10, Santos. 5.ª a dom. Grátis (senhas 30 min. antes). Abertura hoje, 20 h, no Sesc. Programação: http://www.tarrafaliteraria.com.br/

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.