Tabajara Ruas ganha prêmio Érico Veríssimo

O escritor gaúcho Tabajara Ruas receberá o Prêmio Érico Veríssimo, pelo conjunto de sua obra nesta quinta-feira, às 16 horas, no Salão dos Espelhos do Clube do Comércio de Porto Alegre. Depois de ver o filme Netto Perde sua Alma, dirigido por ele e baseado em seu livro homônimo, vencer 4 Kikitos no Festival de Gramado de 2001 - entre eles o Prêmio Especial da Crítica e o de Melhor Filme pelo Júri Popular - é a vez de assistir seu talento literário ser coroado. Concedido pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre, o Érico Veríssimo foi instituído em 1979 com intuito de premiar autores cujo conteúdo das obras enriqueça a literatura nacional. Escrutires cini Lya Luft, Moacyr Scliar e Luis Fernando Veríssimo já ganharam o prêmio. O nome de Tabajara foi proposto pela vereadora Helena Bonumá, do PT, e aprovado por unanimidade. A solenidade de entrega da premiação fará parte integrante da Feira do Livro de Porto Alegre. Tabajara Ruas soma a alma gaúcha, os temas, as figuras que povoaram ahistória do sul do país com uma técnica literária absolutamente moderna.Ruas se mostra um romancista habilidoso, ue dosa cenas de alta voltagemdramática com um ceticismo maduro destilado ao longo das frases, frasesque fazem de sua obra um exercício de afirmação indiscutível. Tabajara Ruas, gaúcho de Uruguaiana, é escritor, tradutor e roteirista dehistórias em quadrinhos, televisão e cinema. Estudou arquitetura na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e na Dinamarca. Exilado entre 1971 e 1981, Tabajara morou em diversos países: Chile, Argentina, Dinamarca e Portugal. Como escritor, colaborou com jornais e revistas brasileiros e em mais de uma dezena de especiais para a TV. Recebeu prêmios nos Festivais de Locarno, Biarritz e Lisboa. Atualmente trabalha como publicitário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.