Suspense que surpreende até a equipe

Atores da série 'Haven', que chega à quarta temporada, ficam confusos com mistérios da história de Stephen King

JOÃO FERNANDO, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2014 | 02h12

Se nas novelas existem atores que ficam na dúvida se interpretam mocinhos ou vilões, a situação é mais complexa em Haven. Inspirada no livro The Colorado Kid, de Stephen King, a série, cuja quarta temporada começa hoje, às 20 horas, no Syfy, tem personagens que esquecem quem são e mudam de função e personalidade no meio da história, deixando o elenco tão surpreso quando o telespectador.

"É frustrante não ter respostas para suas perguntas, às vezes. Os roteiristas não sabem para aonde (a trama) está indo", confessa Emily Rose. A norte-americana encarna a protagonista Audrey, uma agente do FBI enviada para um caso de assassinato na pequena cidade de Haven. Ao chegar lá, a detetive descobre que o local é um refúgio para pessoas com poderes sobrenaturais, em que fenômenos estranhos acontecem. Um deles, é a perda de memória da loira, cujo passado nem o futuro são revelados aos atores. "Você se sente como a Audrey, que não sabe bem quem ela é, quer saber o que está acontecendo."

Para manter o mistério, a equipe da série faz de tudo para não revelar os caminhos dos personagens. "Eles (roteiristas) mantêm alguns segredos. Recebemos os textos mais ou menos uma semana antes de gravar. Normalmente, não sabemos o que vai acontecer no capítulo seguinte. É meio frustrante. Eu gostaria de saber o que vai acontecer no fim da temporada. De vez em quando, eles me dão dicas. Dizem que vai acontecer algo ruim em tal episódio", contou por telefone ao Estado o ator Lucas Bryant, intérprete de Nathan Wuornos, parceiro de Audrey e parte de um triângulo amoroso com ela e Duke (Eric Balfour).

Apesar de o argumento ser extraído da obra de Stephen King, o autor não assina o texto na TV. "Gostaria de falar com ele todos os dias. Ele dá orientações aos roteiristas a partir do livro. Eu soube que ele está feliz com os rumos da série. Há um convite para ele vir quando quiser", anima-se Bryant.

A quarta temporada começa seis meses após uma tempestade de meteoros, que encerrou a fase anterior, em que Nathan foi abandonado por Audrey e Duke, que desapareceram. Na nova leva de episódios, personagens farão rápidas aparições para embaralhar mais a história. Um deles é Jennifer, interpretada por Emma Lahana. Atraída pelos mistérios da cidade, a jovem vai a Haven e é afetada pelos fenômenos do lugar. A forasteira começa a ouvir vozes que lhe darão pistas sobre o paradeiro da protagonista.

As gravações da atração acontecem em uma pequena cidade da Nova Escócia, província do Canadá, próxima à fronteira com os Estados Unidos. "É prático ficar em uma cidade pequena, pois nos dá a sensação de estar em Haven. Estamos aqui há quatro anos, conhecemos as pessoas. Perguntam como está meu filho, como está o trabalho", revela Emily, que voltou a gravar meses depois de dar à luz Miles. "É um desafio. Eles (produção) me deram seis semanas com ele antes de começar a gravar, ele tinha quatro meses. Meu marido fica com ele durante o dia. Nos primeiros dois meses, eu parava a cada duas horas para amamentá-lo. Se vocês ouvir alguém falando do outro lado da linha, é ele."

Os atores veem uma tendência em séries com temas sobrenaturais. "Tem a ver com a tecnologia, hoje, podemos fazer muita coisa, usar a criatividade", palpita Emily Rose. Para Lucas Bryant, o aumento desse tipo de produção é apenas uma alternativa para distração do público. "Acho que as pessoas gostam de coisas sobrenaturais porque é puro entretenimento. Procuram um escapismo no entretenimento", acrescenta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.