Suspeito pela morte do cartunista Glauco continua foragido

Segundo a polícia, o estudante universitário de 24 anos seria conhecido da família e vive no Alto de Pinheiros

estadao.com.br,

12 de março de 2010 | 14h12

 

SÃO PAULO - O principal suspeito do assassinato do cartunista Glauco e de seu filho Raoni continua foragido. Ele seria conhecido da família e frequentava a Igreja Céu de Maria, fundada por Glauco, inspirada nos cultos do Santo Daime. Segundo a polícia, o estudante universitário Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, de 24 anos, já teria um registro por porte de drogas. O suposto autor do crime vive no Alto de Pinheiros, na zona oeste da capital, e estaria afastado dos cultos há cerca de seis meses.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.