AP
AP

Suíço Peter Zumthor vence Prêmio Pritzker de Arquitetura

O júri elogiou Zumthor pelas estruturas atemporais que se inspiram nas culturas nas quais são construídas

AE-AP,

12 de abril de 2009 | 18h10

O suíço Peter Zumthor, aclamado pelo ambicioso trabalho de artesão que aplica a trabalhos de pequena escala, venceu neste domingo o Prêmio Pritzker de Arquitetura de 2009.

 

Zumthor passa agora a fazer parte de uma lista que inclui Jean Nouvel, Frank Gehry, Zaha Hadid e os brasileiros Oscar Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha.

 

O suíço recebeu o maior prêmio da arquitetura mundial em reconhecimento aos seus trabalhos variados, que incluem capelas, museus, casas de repouso e um complexo de termas.

 

O júri, formado por arquitetos, acadêmicos, escritores e designers, elogiou Zumthor pelas estruturas atemporais que se inspiram nas culturas nas quais são construídas, e que mostram respeito pelos ambientes que as cercam.

 

"Seus prédios têm uma presença dominante... E nos mostram repetidamente que a modéstia na abordagem e a ousadia no resultado geral não são mutuamente exclusivas", escreveram os jurados.

 

Zumthor, de 65 anos, contrasta com "arquitetos-celebridade", que viajam o mundo realizando projetos chamativos em grandes metrópoles. Ele mantém uma pequena equipe no seu estúdio na cidadezinha suíça de Haldenstein, costuma recusar projetos encomendados e supervisiona seus trabalhos da concepção à conclusão. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.