Sucesso ou fracasso? A relatividade de Always, de Spielberg

Filme que no País se chama Além da Eternidade será exibido no Telecine Light

Agencia Estado

07 Junho 2012 | 03h38

Steven Spielberg é um caso raro na história do cinema - um autor (ele é um autor) para quem o sucesso é rigorosamente a regra e o fracasso se constitui na exceção. Um dos raros fracassos de público de Spielberg foi o filme que o canal Telecine Light vai exibir às 18h05, Always. Cinco minutos antes, estará começando outro filme dele - Guerra dos Mundos -, no Telecine Premium. Além da Eternidade (Always) é de 1989. Situa-se entre Indiana Jones e a Última Cruzada e Hook - A Volta do Capitão Gancho. E se constitui em outra raridade na obra spielberguiana. É uma refilmagem. Spielberg baseou-se num velho filme de Victor Fleming, Dois no Céu (My Name Is Joe), de 1944, com Spencer Tracy e Irene Dunne. Conta a história de um piloto que morre num acidente e segue, interferindo, como fantasma, na vida da amada, impedindo que ela faça o luto e inicie romance com outro. Richard Dreyfuss, Holly Hunter e Brad Johnson são os protagonistas. Mais que o remake de Dois no Céu, o diretor fez o remake de Paraíso Infernal, de Howard Hawks, de 1939, usando a aviação para falar de relações. O próprio Spielberg considera Além da Eternidade um de seus filmes favoritos. Marca o momento em que ele ficou maduro para falar sobre o casal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.