Elizabeth Morris/Showtime
Elizabeth Morris/Showtime

Streaming: 'Super Pumped' mostra os bastidores da criação da Uber

Série tem a mesma vibe de 'We Crashed' e é estrelada por Joseph Gordon-Levitt

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2022 | 03h00

A controversa criação do Uber, aplicativo que mudou a forma de se ver o transporte público, é dramatizada e ganhou ares épicos na série Super Pumped: A Batalha pela Uber, que estreou na Paramount + e na Watch Brasil. São muitas as semelhanças com We Crashed, da Apple TV +, e não só pelo fato de acompanharmos a ascensão meteórica de dois players criadores unicórnios do Vale do Silício. Dos personagens ao ritmo, passando pelos cenários e trilha sonora, tudo é muito parecido. É a mesma vibe. Travis Kalanick, fundador do Uber interpretado por Joseph Gordon-Levitt, é quase uma alma gêmea de Adam Neumann, o fundador da WeWork feito por Jared Leto. Eles podiam ser bons amigos, mas seria preciso de muito espaço para acomodar os respectivos egos.

Nostalgia

Para quem entrou na onda do novo Top Gun, não custa conferir de novo o bom e velho Top Gun, Ases Indomáveis, de 1986, dirigido por Tony Scott. O longa está disponível no Now pela bagatela de R$ 6 a locação. Depois de tanto tempo, a história dos pilotos era uma vaga lembrança nostálgica dessas que aparece nos pôsteres dos adolescentes de Stranger Things.

Bons clichês

O filme original visto hoje parece uma batalha aérea de vídeo game, mas com muita testosterona, atores sarados sem camisa, guerra fria como pano de fundo, patriotismo à flor da pele, comunistas vermelhos sendo abatidos em pleno voo e uma versão do Tom Cruise incrivelmente jovem. Mas é incrível constatar que décadas depois, Top Gun Ases Indomáveis, apesar de ser o pai dos clichês do gênero, ainda é um baita filme de ação.

True crime

A Escada, nova minissérie da HBO Max, é a dramatização de um crime real que já foi tema de um documentário premiado de mesmo nome e que está disponível na Netflix. Diante das duas versões, é possível dizer que a produção da HBO é totalmente fiel aos fatos.

Família Feliz

A trama gira em torno do casal Michael (interpretado por Colin Firth) e Kathleen Peterson (vivido por Toni Collette). Eles levam uma vida aparentemente perfeita. Ele é um cientista político famoso que escreve uma coluna para o jornal local na qual faz críticas à polícia. Um de seus livros sobre o Vietnã está prestes a virar filme.

Família Feliz - 2

Já Kathleen é uma executiva bem sucedida. Juntos, eles parecem aos olhos de todos que os cercam um casal bem resolvido e feliz.

Família Feliz - 3

Mais aí, logo no primeiro episódio, Kathleen aparece morta após cair da escada em circunstâncias muito estranhas e Michael, como não poderia ser de outra maneira, passa a ser considerado o principal suspeito de assassinar a mulher. Mas qual seria a motivação do crime? Apesar de todos os indícios, essa é a dúvida que persiste, além de quem matou e como.

Ainda Uber

Voltando a Super Pumped: A Batalha pela Uber, o personagem Travis Kalanick não dá a menor margem para qualquer tipo de empatia. O sujeito é do tipo encardido, um verdadeiro mala do empreendedorismo.

Mas, se a Startup de escritório compartilhado de Adam Neumann, a WeWork, naufragou, a de carros compartilhados de Kalanick segue na praça em boa parte do mundo. A série mostra como o Uber gerou o termo ‘uberização’, que virou sinônimo, em alguns meios, de precarização. 

Tudo o que sabemos sobre:
streamingUberaplicativo de transporte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.