STF mantém extradição de Glória Trevi

O presidente do STF, Marco Aurélio Mello, manteve há pouco a decisão que negou pedido de liminar em habeas corpus à cantora mexicana Gloria Trevi, do seu empresário Sergio Andrade Sanches, e da secretária particular Maria Portillo. A defesa de Goria Trevi, uma das mais populares cantoras do México, pedia que a prisão preventiva para fins de extradição fosse convertido em prisão domiciliar. Ao julgar o processo, o STF também autorizou a extradição do empresário da cantora, Sérgio Andrade Sanchez, e da secretária dela Maria Portillo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.