Steve Jobs encabeça lista dos 'Powergeeks' da música online

Pai do iPod que é presidente-executivo da Apple é coroado o 'rei da revolução'

REUTERS

17 de julho de 2007 | 10h12

Steve Jobs, pai do iPod, foi coroado na terça-feira como "rei da revolução da música online", encabeçando a lista das 25 pessoas mais influentes no segmento de música via web compilada pela revista Blender.A lista "Powergeek 25" foi compilada pela revista para identificar os protagonistas responsáveis pela mudança na maneira pela qual as pessoas compram e ouvem música."Os fãs de música passam boa parte de seus dias, se não de suas vidas, sentados diante de um computador, descobrindo e baixando música", afirmou em comunicado o editor chefe da revista, Craig Marks."Os poderosos do segmento, hoje, não trabalham mais nas torres de aço e vidro das gravadoras tradicionais, sendo geeks da tecnologia, blogueiros que escrevem de seus quartos e visionários do Silicon Valley", afirmou Marks.Ele disse que Jobs, co-fundador e presidente-executivo da Apple, havia provado sua capacidade de ditar tendências."A loja iTunes e o iPod fizeram mais por mudar a maneira pela qual as pessoas ouvem música do que qualquer desdobramento desde a criação do CD, e talvez desde a criação da reprodução mecânica de som", disse Marks.A revista atribui a Tom Anderson e Chris DeWolfe, co-fundadores do popular site de redes sociais MySpace, o segundo posto em sua lista.Eles recebem crédito por terem cumprido a promessa da Internet de "nivelar a competição na música, permitindo que empresas de porão distribuíssem sua música, mantivesse os fãs informados sobre apresentações e criassem uma audiência online."Em terceiro lugar vêm os criadores do YouTube, Chad Hurley e Steve Chen, cujo site de vídeo se tornou "um criador de astros tão grande quanto a MTV foi um dia."O quarto posto coube a Doug Morris, presidente-executivo e do conselho do Universal Music Group, visto pelo setor como principal influência em decisões sobre políticas quanto à música digital, incluindo royalties e licenciamento.Ryan Schreiber, criador da revista online Pitchfork, ficou com o quinto posto, porque sua publicação "tem o poder de criar audiências instantâneas para pequenas bandas como Art Brut e Go! Team antes até que elas gravem discos."

Tudo o que sabemos sobre:
Steve Jobsmúsica online

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.