Stella McCartney vai mostrar coleção em Paris

Cinco anos após lançar sua própria marca, Stella McCartney, filha do ex-Beatle Paul McCartney, pode orgulhar-se de um negócio que já faturou mundialmente mais de 34 milhões de euros. Nesta quinta-feira, ela mostra sua nona coleção própria no mais aguardado evento fashion do ano: a Semana de Moda de Paris.Stella, de 35 anos, tem um império comercial que inclui lojas em Londres, Nova York e Los Angeles, que vendem jóias, óculos, acessórios e perfumes de sua criação.A filha do ex-Beatle também desenhou uma coleção para a Adidas, uma linha de produtos para H&M, e até um cartão de crédito para o banco Coutts.Sua empresa, que emprega cerca de 30 de pessoas e tem despesas de cerca de 3 milhões de euros, começará a dar lucro no ano que vem, segundo sua direção administrativa.O sucesso de Stella McCartney permitirá um alívio financeiro ao grupo Gucci, que vem apoiando a estilista, sem ainda ter obtido retorno. "A Gucci teve paciência. Stella precisava de alguém com muito dinheiro para ajudá-la a começar, e agora está previsto um longo período de colaboração. A partir de agora, os lucros devem começar a aparecer", declarou um especialista em moda ao jornal "Evening Standard".Segundo o especialista, as empresas para as quais Stella trabalha a convenceram a fazer artigos mais comerciais, o que vem dando retorno financeiro. "Além disso, Stella ampliou sua gama de acessórios, o que a permite ganhar mais dinheiro. Sua colaboração com a Adidas foi bem-sucedida, e nesta temporada passará a desenhar roupas para esquiadores", disse o especialista.Segundo seus amigos, a vida de Stella McCartney não tem sido fácil, mesmo sendo filha de uma lenda viva da música e de Linda Eastman, herdeira de uma família milionária.Seu pai a mandou a um colégio público e a vestiu com roupas comuns, pois queria que a filha tivesse os pés no chão. Alguns críticos acusam, no entanto, Stella McCartney de usar seu sobrenome famoso. Como exemplo, os críticos citam o fato de ter convidado, ao se graduar na St. Martin´s School of Art, suas amigas Kate Moss e Naomi Campbell para desfilar para ela.Em 1997, Stella foi nomeada estilista-chefe da empresa de moda Chloe, o que gerou críticas do famoso costureiro Karl Lagerfeld. "A Chloe deveria ter contratado um grande nome. E realmente o fez. Pena que é um grande nome da música", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.