Speed Racer,Babenco e um belo Ford

Speed Racer

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2012 | 04h24

14H30 NO SBT

(Speed Racer). EUA, 2008. Direção

dos Irmãos Wachowski, com Emile Hirsch, Christina Ricci, Matthew Fox, John Goodman, Susan Sarandon.

No início eles eram Andy e Larry, mas o segundo fez uma cirurgia de mudanças de sexo e virou Lana. O detalhe é fundamental. A adaptação da série cult japonesa é mais do que sobre a paixão de dois irmãos por carros. É sobre a operação que um deles faz, criando uma situação limite (e sem volta). É uma pena que poucos críticos e espectadores tenham se sentido tentados a penetrar nos mistérios e complexidades da obra. Mas a história do jovem corredor que vive à sombra do irmão é outro filme dos Machowskis, após a série Matrix. Reprise, colorido, 135 min.

Dennis, o Pimentinha

17 H NO SBT

(Dennis the Menace). EUA, 1993.

Direção de Nick Castle, com

Walter Matthau Joan Plowright,

Mason Gamble, Christopher

Lloyd, Lea Thompson.

Simpática versão das tiras sobre o garoto endiabrado que inferniza a vida do vizinho. O diretor baseou-se tanto na criação de Hank Ketcham quanto em Esqueceram de Mim, e com resultados apreciáveis. O elenco ajuda bastante. Walter Matthau, Joan Plowright, o menino Mason Gamble - um programa muito legal (para adultos e crianças). Reprise, colorido, 94 min.

O Menino da Porteira

16H05 NA GLOBO

Brasil, 2009. Direção de Jeremias

Moreira Filho, com Daniel, João Pedro Carvalho, Vanessa Giácomo, José de Abreu, Rosi Campos, Eucir de Souza

Mais de 3 milhões de espectadores haviam visto o filme de 1977, baseado na música homônima. O remake, do próprio diretor Jeremias Moreira Filho, passou longe disso, mas a história e o ator Sérgio Reis são os mesmos, a produção é cuidada. No embate entre boiadeiro e estancieiro que quer controlar o preço do gado, sobra para o menino do título. Mais country, no estilo hollywoodiano, que caipira, o filme carrega nos sentimentos. Reprise, colorido, 100 min.

A Volta da Sala de Comando

23H30 NA CULTURA

(The Return of the War Room). EUA, 2008. Direção de Chris Hegedus e

D.A. Pennebaker.

Em 1992, os diretores Hegedus

e Pennebaker fizeram um documentário que virou clássico, acompanhando as decisões da campanha que colocou o aspirante Bill Clinton na Presidência dos EUA. A War Room, sala do comando (da guerra), onde as decisões eram tomadas, virou o emblema do marketing político. Anos mais tarde, Hegedus e Pennebaker refletem sobre o que mudou desde então nos

processos eleitorais. Reprise, colorido, 82 min.

TV Paga

O Aventureiro do Pacífico

12H10 NO TELECINE CULT

(Donovan's Reef). EUA, 1961. Direção de John Ford, com John Wayne,

Lee Marvin, Jack Warden, Elizabeth Allen, Cesar Romero, Dorothy Lamour, Mike Mazurki.

Um filme considerado menor, mas encantador, do mestre Ford, que não precisa de muito mais para criar uma reflexão sobre o homem no mundo, sua relação com as mulheres, a religião, etc. John Wayne faz o protagonista, que vive num paraíso do Pacífico. Sua vida de bebedeiras, idas ao bordel e brigas com Lee Marvin fica ameaçada quando ele se envolve com a filha puritana do amigo Jack Warden. O filme tem ação, humor, sentimentos - um regalo. As cenas da visita ao lugar sagrado, que confrontam os personagens com o mito, possuem uma grandeza que, realmente, só um autor da estirpe de Ford poderia construir com tanta simplicidade. Reprise, colorido, 109 min.

Amor a Toda Velocidade

15H45 NO TCM

(Viva Las Vegas). EUA, 1964. Direção de George Sidney, com Elvis Presley, Ann-Margret, Cesare Danova.

Elvis Presley faz corredor de carros que disputa com o colega de escuderia a atenção da instrutora de natação Ann-Margret. Um dos melhores filmes do rei do rock. O diretor Sidney, ás do musical, cria momentos ótimos, entre eles a montagem paralela do número The Lady Loves Me (but She Doesn't Know Yet). Reprise, colorido, 86 min.

Verônica

17H10 NO CANAL BRASIL

Brasil, 2009. Direção de Maurício Farias, com Andrea Beltrão, Marco Ricca.

Professora de escola pública do Rio toma sob sua proteção aluno cuja família foi chacinada - e agora os criminosos caçam o menino para liquidar a fatura. Há um pouco de Glória, de John Cassavetes - refilmado por Sidney Lumet - na história. Como o filme de Cassavetes, em que a mulher do diretor - Gena Rowlands - estava sensacional, Andrea, mulher do diretor Farias, dá um show improvisado de mãe coragem (e ela voltaria ao papel em Salve Geral, de Sérgio Rezende). Reprise, colorido, 92 min.

O Rei da Noite

2H30 NO CANAL BRASIL

Brasil, 1975. Direção de Hector Babenco, com Paulo José, Marília Pêra.

O primeiro longa solo de Babenco conta a história de um per-

sonagem da noite de São Paulo, o que permite ao diretor abordar o submundo, que o atrai. Quase 40 anos depois, o vigor da direção e das interpretações permanece inalterado. Reprise, colorido, 98 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.