SP verá principal mostra da 50.ª Bienal de Veneza

Uma das mais importantes mostras de arte contemporânea do mundo, a Bienal de Veneza faz 50 anos e comemora com uma mostra retrospectiva de pintura de toda sua história - um dos marcos do evento que começa o mês que vem na cidade italiana e fica em cartaz de15 de junho a 2 de novembro. Mas a notícia importante é que esta que é uma das principais exposições do evento poderá ser vista no Brasil em janeiro de 2004. Pittura/Painting: from Rauschenberg to Murakami 1964-2003, com curadoria de Francesco Bonami, que é também o curador-chefe da Bienal de Veneza, fará parte aqui das das comemorações do aniversário de 450 da cidade de São Paulo. O acordo foi firmado esta semana entre Bonami e o presidente da Brasil Connects, Edemar Cid Ferreira. Bonami. O tema da Bienal de Veneza deste ano é A Ditadura do Espectador - Sonho e Conflito e contará com a participação de 200 artistas. O Pavilhão Brasil contará com as artistas brasileiras Beatriz Milhares e Rosângela Rennó. A Brasil Connects também anunciou o apoio institucional para as mostras The Structure of Survival e Delays and Revolutions. Destas, participam seis artistas brasileiros: Hélio Oiticica, Fernanda Gomes, Alexandre da Cunha, Cildo Meireles, Marepe e Rivane Neunschwander.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.