SP terá segurança reforçada para Virada Cultural

A Polícia Militar (PM) vai usar um esquema especial para garantir a segurança das cerca de três milhões de pessoas que devem participar, segundo os organizadores, da quarta edição da Virada Cultural da capital paulista. A programação do evento, que será realizado no final de semana, inclui atividades culturais em todas as regiões de São Paulo, das 18 horas de sábado às 18 horas de domingo.Segundo o porta-voz do Comando de Policiamento da Capital (CPC), tenente Emerson Massera, todos os eventos da Virada Cultural contarão com a presença de patrulhas de pelo menos dois ou três policiais. "Nosso efetivo será distribuído por toda a cidade e cada evento terá um policiamento proporcional ao público esperado", afirmou. Para a segurança do palco principal, por exemplo, na avenida São João, no centro da cidade, estão escalados 88 policiais por turno.A PM elaborou algumas orientações para quem deseja aproveitar o evento. A corporação recomenda que os participantes evitem portar objetos ou vestes que sirvam de atrativos para roubos e furtos, que mantenham todas as crianças à vista e identificadas com etiquetas, além de não esquecer de marcar pontos para reencontro caso alguém do grupo se perca. Também não é recomendado a utilização de garrafas de vidro.A PM ainda lembra aos participantes da Virada Cultural de que haverá um esquema especial de transporte público para o evento, contando, por exemplo, com o metrô aberto 24 horas. Porém, caso a pessoa queira ir de carro, ela deve dar preferência a estacionamentos credenciados, evitar parar o carro em locais mal iluminados e isolados e não deixar objetos à vista no interior do veículo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.