SP recebe mostra de gravuras italianas

As gravuras, os álbuns e os livros produzidos depois da fusão de dois tradicionais ateliês de gravura italianos, o Atelier Quattordici e a Grafica Upiglio, são a base da exposição que será aberta hoje na Galeria de Arte Gravura Brasileira. São aproximadamente 60 gravuras em metal e madeira e 15 álbuns e livros editados e impressos por artistas de vários países no ateliê que funciona desde 1999, em Milão.A Grafica Upiglio foi fundada em 1935 e já imprimiu gravuras para Picasso, Miró e Giacometti. Já o Atelier Quattordici foi inaugurado em 1992 pela artista Daniela Lorenzi, mas em pouco tempo se tornou importante referência para os artistas. Com a fusão dos dois ateliês, foram reforçadas as preocupações de fazer uma pesquisa histórica sobre gravura e, principalmente, de investir na produção contemporânea.Como exemplo de pesquisa histórica, há impressões feitas a partir de matrizes de madeira do século 18, produzidas pelo inglês J.B. Jackson. Como produção contemporânea, a exposição conta com os trabalhos de 40 artistas, entre eles, Mimo Palladino, Sandro Chia, Francesca Gagliardi, Luca Vernizzi, Massimo Lomasto e Valeria Manzo e entre os brasileiros estão Helena Freddi e Francisco Maringuelli."O Atelier é não é somente privado, pois está aberto para os artistas irem fazer as suas impressões e trabalharem lá", diz Daniela Lorenzi. Por isso, Daniela nem tem idéia de quantos artistas trabalham com o ateliê por causa do giro enorme de gravadores que passam por lá. Os preços das obras de Atelier Quattordici - Grafica Upiglio variam de R$ 150,00 a R$ 4 mil (gravura de Palladino).Atelier Quattordici. De 2.ª a 6.ª, das 10 às 18 h; sáb., das 10 às 14 h. Gravura Brasileira. Al. Gabriel Monteiro da Silva, 1.325, tel. 3064-8779. Até 6/9. Abertura hoje, às 19 h

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.