SP Fashion Week entra em clima de Olimpíada

O estilista Mario Queiroz leva, de cara, o troféu pontualidade do evento. Seu desfile, marcado para as 20h30, atrasou só cinco minutinhos. Em compensação, não acabava mais. Mario fez um trabalho calcado na cerimônia de abertura das Olimpíadas, e os ícones da festa aparecem, por exemplo, na estamparia, que reconstrói as cinco argolas olímpicas em forma de feixes de cor sobre as camisas e t-shirts.O tema abre espaço para o professor de estilismo adotar hits dos uniformes como roupa de passeio. Legal a calça comprida que exibe a forma dos shortinhos de atletas de corrida. E aparecem muitas listras, bem previsíveis, calças com tecido de agasalho e camisetas com estampas de tocha olímpica (também previsível).A forma, como era de se esperar, valoriza o corpo, mas não de maneira sensual. É o corpo sarado que vale. Bons os tricôs, com capuz e sem manga, e a blusa, com detalhe azul nos ombros. Já os jeans pareceram pesados demais. Um pouquinho de edição também viria a calhar. Mario se repetiu em excesso na passarela. Não precisava.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.