SP Fashion Week anuncia novidades

A Edição Inverno 2003 São Paulo Fashion Week começa só dia 27, mas Paulo Borges, diretor do evento, começou ontem o aquecimento para a maratona de moda que reúne desta vez 40 participantes, dois a mais do que os escalados para a última versão, em julho. Em coletiva organizada na cobertura do Hotel Unique, Borges falou sobre o tema escolhido para a edição: o giramundo, um rústico brinquedo similar a um móbile, feito de fitas, que roda com vento. "O giramundo representa movimento e transformação e portanto tem muita relação com a moda", disse. "Também é pouco industrializado, o que simboliza uma volta às raízes estéticas brasileiras."Segundo Borges, a estrutura física do evento será semelhante àquela utilizada na última versão. "Os desfiles vão acontecer nos mesmos locais, só alteramos os trabalhos culturais que serão expostos e bolamos algumas surpresas", diz.Uma das atrações paralelas ao evento é um preview da mostra Trípoli: 40 anos de fotografia, que entra em cartaz na cidade só em abril. "Reunimos retratos produzidos pelo fotógrafo desde os anos 60", conta Borges.Também está programada uma exposição de acrílicos sobre tela pintados por artistas europeus a partir de fotos de tops brasileiras como Gisele Bündchen, Luciana Curtis e Adriana Lima. "Nosso objetivo foi buscar um olhar do mundo sobre a estética brasileira."A coleção que o estilista Alexandre Herchcovitch desenhou para a delegação brasileira que participará da Olimpíada de Atenas, em 2004, também ganhou um cantinho. Na mostra Esporte Usando Moda o público confere fotos, esboços e os uniformes esportivos criados por Herchcovitch.Borges declarou ainda que a SP Fashion Week continua oferecendo apoio institucional à versão brasileira da campanha "O Câncer de Mama no Alvo da Moda". Para esta edição foram desenvolvidos dois modelos de camisetas assinadas pelo estilista Walter Rodrigues e intituladas "Série Especial - São Paulo Fashion Week". Lançamentos de livros e do CD Fashion Week - todo em ritmo techno - completam o pacote.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.