SP: Estado e cidade aguardam secretário da Cultura

Um deles deve sair essa semana paraassumir função fundamental no governo Lula, nas RelaçõesExteriores. O outro pode entrar na História como o secretário deCultura que mais tempo terá permanecido no cargo: 12 anos. Elessão Marco Aurélio Garcia, secretário municipal de Cultura, eMarcos Mendonça, secretário de Estado da Cultura.Até sexta-feira, Marco Aurélio Garcia - escolhido para ser oassessor especial de Lula para assuntos internacionais - ,continuava alternando as funções de secretário com as novaslides diplomáticas. Para a viagem à Venezuela, como observadorespecial, ele tirou dois dias de licença sem remuneração e, paraa viagem Argentina-Chile, com Lula, tirou férias. Na sexta,estava com Fidel Castro, em Cuba.Ao mesmo tempo, o pessoal de sua secretaria embrulhava as coisaspara mudar de endereço - no dia 6, saem da Rua Frei Caneca, naregião da Paulista, e vão para o prédio do Cine Olido, naAvenida São João. Para o lugar que ainda é de Garcia,cogitavam-se esta semana os nomes do ator e diretor CelsoFrateschi e de dois militantes do partido que foram preteridospelo governo Lula no Ministério da Cultura: Sérgio Mamberti eHamilton Pereira (do Instituto da Cidadania).Frateschi é um "candidato" visto com simpatias dentro e forado Partido dos Trabalhadores. "É um bom nome", dizsucintamente o vereador Vicente Cândido, um dos mais ativosmilitantes, na Câmara, das causas da cultura.Mas, segundo observadores, a indicação, pela prefeita MartaSuplicy, de um nome como Hamilton Pereira ou Sérgio Mambertiseria uma forma de atenuar descontentamentos dentro do Partidodos Trabalhadores, causados pela nomeação de Gilberto Gil para oMinC. A prefeita deve anunciar a saída do secretário e o novonome da Cultura logo após a posse."Sou um quadro do partido à disposição", respondeu, por suavez, Marcos Mendonça, secretário de Estado da Cultura nasgestões Covas e Alckmin - ele só ficou de fora do cargo porbreve período, para disputar uma eleição, quando foi substituídopor Antonio Angarita.Mendonça, que já está há nove anos no gabinete de secretário,não tinha sido reconfirmado no posto pelo governador Alckmin atésexta-feira, o que causava certo alvoroço na classe artística."Estou à disposição do governador. Ele tem lá suas razões emotivações", afirmou Mendonça.A secretaria de Estado da Cultura tem boas perspectivas para2003. Empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento(BID) deve investir US$ 20 milhões para a instalação daschamadas Fábricas de Cultura. O projeto prevê ainda umacontrapartida de US$ 10 milhões de recursos do Estado de SãoPaulo e deverá atender 150 mil crianças em cinco regiões daperiferia da cidade: Vila Brasilândia, Capela do Socorro, JardimÂngela, Sapopemba e Itaim Paulista.Mendonça - ou seu sucessor - também estará de posse dos planospara a instalação imediata de um novo museu, o Museu doImaginário, no prédio do antigo Dops, na Luz. Elaborado porEmanuel Araújo, ex-diretor da Pinacoteca do Estado, o projetodeverá ser "o melhor museu do País", na visão do secretário,por conta de uma concepção arrojada de museologia.Em 2003, a Orquestra Sinfônica do Estado tem uma turnê marcadapela Europa e contrato para gravar 20 CDs. Em 2004, tem turnêpela Ásia já programada. "A orquestra vai de vento em popa, sóprecisamos conseguir mais recursos da iniciativa privada", dizMendonça. Serão aceleradas as obras de instalação, na Estação daLuz, do Centro da Língua Portuguesa, projeto de R$ 31 milhões.Também está pronto o projeto da Loteria da Cultura, mecanismoque pretende carrear recursos novos para o setor. A sincronicidade entre as duas secretarias (estadual e municipal), que já foi mais ativa, anda meio fora de foco. "Ultimamente, o Estado desenvolveu ações mais museológicas,enquanto a Prefeitura deu mais atenção às bibliotecas, massempre mantemos uma sintonia", diz Mendonça. "A prova disso éo Jardim da Luz, que foi recuperado por Estado e Prefeitura ehoje é um dos melhores locais de São Paulo para o lazer e acultura."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.