Sony traz ao Brasil reality show sobre plásticas

Plástica no rosto inteiro, silicone e levantamento dos seios, pontes, implantes e clareamento dos dentes. A americana Sandra Allen, de 54 anos, mudou radicalmente a aparência. Isso tudo ao vivo na TV e graças ao polêmico reality show Extreme Makeover, que o canal ABC transmite em horário nobre dos Estados Unidos, e que o canal Sony exibirá no Brasil a partir de 21 de março, às 22 horas. Antes reclusa, Sandra diz que recuperou a auto-estima após passar pelas mãos milagrosas de um cirurgião plástico, um dentista, um conselheiro de moda e um cabeleireiro. Além disso, a viúva Allen virou celebridade, pois cerca de 10 milhões de telespectadores acompanharam passo a passo sua transformação radical. "Estou feliz com meu novo sorriso", comemora Sandra. Os envolvidos no projeto garantem que o programa não quer modificar qualquer pessoa somente pela questão da estética. Eles afirmam que buscam a transformação interior e escolhem os participantes que realmente precisam de um acerto no visual. "Não é plástica superficial", afirma a produtora Julie Laughlin, de Extreme Makeover. O reality show tem uma hora de duração e mostra desde depoimentos de como os participantes se sentem péssimos com sua aparência - um verdadeiro dramalhão com definições como "a mulher que nunca ri", etc -, até suas primeiras consultas. Além da própria cirurgia, é claro. Na verdade eles não exibem o trabalho do bisturi, mas mostram as marcas que são feitas no corpo para saber o que vão esticar, puxar, cortar ou sugar. Nos Estados Unidos, o sucesso da série foi grande e a ABC já prepara a segunda temporada, que mostrará, entre outros casos, a reconstituição dos seios de uma mulher que sofreu uma mastectomia. "Na nossa sociedade, aparência é muito importante e, quando uma pessoa se sente bem, tudo muda", justifica Julie Laughlin. "Tentaram fazer uma atração parecida na Alemanha, mas não deu certo. Nos Estados Unidos isso é mais aceito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.