Ana Alexandrino|Divulgação
Ana Alexandrino|Divulgação

‘Sonho de Uma Noite de Verão’ ocupa o Parque Trianon

Cia Novelo brinca com a história de William Shakespeare que satiriza a paixão de Romeu e Julieta

Leandro Nunes, O Estado de S.Paulo

04 de junho de 2016 | 04h00

Flores brancas, um tapete vermelho e pessoas ansiosas dentro de uma igreja. Na ponta do altar, está o noivo. Em instantes, a porta principal se abre e por ela surge a noiva. A música que vem a seguir é quase unânime para tais cerimônias. A batida inconfundível que compõe a marcha nupcial foi criada por Felix Mendelssohn (1809-1847) justamente para uma peça de William Shakespeare (1564-1616). O mais curioso é que não foi para nenhuma das peças trágicas nem românticas, mas para a comédia Sonho de Uma Noite de Verão. A montagem entra em cartaz neste sábado, 4, no Parque Trianon, com os jovens da Cia Novelo.

A história narra o desencontro de casais enamorados que se perdem em um bosque habitado por Oberon, o Rei dos Duendes, e Puck, o elfo. As duas criaturas armam um feitiço de amor para causar confusão aos namorados. “Além desses amores que não se encontram, tem a relação de patrão-empregado entre o duende e o elfo”, diz o diretor Pedro Granato.

Para compor o ambiente mágico, ele conta que o figurino dos personagens foi criado para brincar de camuflagem com os bichos da floresta. O elenco confeccionou toucas de crochê em forma de sapos, insetos e pássaros. “A ideia é dar um ar mais lúdico e delicado, com o uso de peças de roupa em algodão. Uma dessas toucas representa a figura de um burro, por quem Titânia, A Rainha das Fadas, se apaixona, fruto do feitiço de Oberon. Antes de ser asno, o jovem Fundilhos está ensaiando a peça A Mais Lamentável Comédia e a Mais Cruel Morte de Píramo e Tisbe, para comemorar o casamento do Duque Teseu. E é para esse momento que a marcha nupcial é tocada. A música foi encomendada em 1842 pelo então Rei da Prússia Frederico Guilherme IV, para ser inserida na adaptação, durante o casamento de Titânia com o asno. Enquanto isso, a floresta se transforma em um labirinto de desencontros. Antes de se casar com Hipólita, Teseu precisa obrigar a jovem Hérmia a se casar com Demétrio, mas a garota está apaixonada por Lisandro. Os dois amantes decidem fugir e acabam na floresta. Antes, porém, Hérmia conta seu plano para sua amiga Helena, que está apaixonada por Demétrio. A moça acaba informando-o da fuga, a fim de ficar sozinha com ele na floresta.

A ambientação infantil não impede, entretanto, que o espetáculo seja acompanhado por adultos. Pelo contrário, defende Granato. “A peça tem seus momentos de malícia, frases que só os adultos vão perceber. E isso guia o espetáculo. Nele, Shakespeare faz um grande deboche com toda a coisa do amor eterno.” Nem mesmo Romeu e Julieta passam ilesos. A referência da fuga de Hérmia e Lisandro assim como a morte de Píramo e Tisbe são claras referências à tragédia dos jovens Capuleto e Montecchio. “Ele estava escrevendo as duas peças ao mesmo tempo”, conta.

O cenário também ressalta o caráter mambembe, mas aconchegante, dos teatros feitos em lugares públicos. O palco é forrado por pétalas, as árvores ao redor ganham enfeites com luzes e, no chão, tapetes para o público se acomodar. As cenas cômicas são fruto da interpretação clownesca dos jovens atores. A maioria do elenco também integra o grupo Os Barulhentos, que foi premiado em 2015 com a montagem de Aqui Estamos Com Milhares de Cães Vindos do Mar, criado a partir de textos do romeno Matéi Visniec. A companhia que estreou no Parque Villa-Lobos se apresentou em parques no interior e agora festeja a nova temporada no Trianon, alvo do público, principalmente aos domingos, quando a Avenida Paulista é aberta para os pedestres.

SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO. Parque Trianon. Rua Peixoto Gomide, 949, tel.: 97240-7003. Sáb., 15h, e dom, 11h. Grátis. Até 3/7. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.