Daryan Dornelles
Daryan Dornelles
Imagem Roberta Martinelli
Colunista
Roberta Martinelli
Som a pino
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Som a Pino: 'Vou mostrando como sou...'

Veja em primeira mão a capa do novo disco de Alice Caymmi

Roberta Martinelli, O Estado de S.Paulo

19 Dezembro 2017 | 02h00

Hoje, a coluna está familiar, tem um pouco para minha vó Celina, que completou 94 anos e desde que eu comecei a escrever aqui ela me lê. Era no quarto dela que eu ia logo que chegava para o almoço de domingo para pegar os jornais que ela separava para mim. E agora fico feliz demais quando ela me fala algo do Baiana System, do Criolo, do show tal. E tem tanta música que gostaria que ela escutasse. Tem tanta música que eu quero mostrar... Hoje, eu mostro também em primeira mão a capa do novo disco de Alice Caymmi que vem aí.

VOVÓ CELINA

De música, da casa da minha avó Celina eu lembro de algumas coisas: do piano que ficava lá embaixo e que um dia eu escrevi nele para conseguir tocar (acho que ela não ficou muito feliz - mas, na verdade, não me lembro), dos discos guardados no armário que eu vivia revirando e de ouvir Raul Seixas na vitrola deitada na almofada no quarto da Joana. Lembro também muito do meu avô Mario cantando para mim “Ó Jardineira porque estás tão triste? Mas o que foi que te aconteceu?... Vem jardineira, vem meu amor, não fique triste que este mundo é todo teu...”. Também de alguns carnavais na fazenda, com ela cantando as marchinhas enquanto eu me fantasiava de odalisca. Mas eu e minha avó não ouvimos muitas músicas juntas. Com ela, minha ligação sempre foi pela palavra. Os livros, os muitos livros, o gosto pela leitura compulsiva são presentes dela. Já li um livro inteiro da Clarice Lispector para ela em voz alta, em uma viagem que fizemos. Então, escrever aqui sobre música e ser lida por ela, é uma responsabilidade enorme e também uma alegria. Cada música que eu escrevo, cada show que eu conto, cada lançamento que anuncio penso que estou apresentando também para ela.

ALICE

Para fazer um link entre assuntos, eu posso chamar Alice Caymmi de outra neta, mas a imprensa faz tanto isso que eu me sinto culpada. Ser filho, neto de artista deve ser das tarefas mais difíceis, acho... Tem a cobrança, a comparação, mas eu coloco aqui só com o respeito e admiração. Ela é neta de Dorival Caymmi sim, assim como eu sou neta de Celina. São nossas histórias familiares, claro que carregamos, mas somos outros. Dito isso, Alice Caymmi se prepara para lançar seu terceiro disco, Alice, com produção de Barbara Ohana e participação especial de Rincon Sapiência e Pabllo Vittar. Aqui, a capa do disco, que sai no dia 19 de janeiro em todas as plataformas digitais. Curiosa demais para ouvir.

DESTAQUES

Semana que vem é a última coluna do ano e preparei alguns destaques. Ate lá!

MÚSICA DA SEMANA

'O Mar Lá Fora'

Single lançando pela banda Eddie, que no ano que vem lança o disco Mundo Engano. Música lindíssima, com composição de Fabio Trummer (vocalista da banda) e produção de Pupillo. “Entrelaçadas formas, pernas, mentes, mundos, a hora desejada sempre a um segundo.” Para curtirmos todos os verões dentro e fora de nós. Vem Eddie!

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.