Solistas do Bolshoi dançam "Dom Quixote"

A beleza de Dom Quixote encanta o palco do Credicard Hall até amanhã com o corpo de baile da República Russa de Mari-El e os solistas do Balé Bolshoi, Konstantin Ivanov, Evgeny Kern, Elena Andrienko e Ksenia Tsareva. O balé nasceu em 1869 pelas mãos de Marius Petipa, como uma adaptação ao romance do Miguel de Cervantes. Na época de sua estréia, o espetáculo gerou polêmica por apresentar elementos da tradição hispânica, dar uma caráter um pouco mais realista à encenação e mais vigor aos papéis masculinos. Em 1990, Alexander Gorsky revisitou a obra, porém manteve os figurinos e os cenários fiéis aos da estréia. Pouco conhecido no Ocidente, em conseqüência dos longos anos do regime comunista que não permitia a companhia Mari-El de viajar, o corpo de baile marca presença por seu talento e tradição. "Fui convidado muitas vezes para dançar como solista nas temporadas do balé pela Rússia. Acabei me tornando o seu diretor artístico e a organização desta turnê é apenas uma conseqüência do trabalho que começamos." Ivanov, primeiro-bailarino no Bolshoi, graduou-se em 1992 na Academia de Balé de Moscou. Logo ingressou na companhia e ganhou os primeiros papéis. Acompanhou as turbulências políticas pelas quais passou a dança russa e afirma que a situação atual está normalizada. "Estamos atrás de patrocínio, apoios e vendendo turnês, estamos tentando vencer as dificuldades que existem em qualquer parte do mundo. Acho que a grande virada foi a perda do status de estatal e tive que mudar nosso enfoque." Bolshoi Ballet. Direção: Konstantin Ivanov. Duração: 1h30. Hoje, às 21h30; amanhã, às 22 horas. De R$ 30,00 a R$ 150,00. Credicard Hall. Avenida das Nações Unidas, 17.955, tel. 6846-6010. Até amanhã

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.