Sol e Urano em oposição; Lua míngua em Leão

É inevitável ter de se confrontar com a revolução íntima que está em andamento, pois dela depende a vida. Você já percebeu com lucidez o sistema doentio e perverso que estrutura o mundo chamado de civilizado, sua primeira reação foi fugir porque percebeu que esse mundo iria destruir você. Porém, se você foge você também se destrói, porque não se pode ser lúcido de dia e à noite fingir, ainda que sob o efeito de narcóticos, que não se sabe de nada e que se pode conviver com a perversão entremeada em todos os relacionamentos sociais. A revolução íntima é implacável, uma vez que a ela se abre a porta da consciência, fica evidente que é perigoso seguir em frente, porém, mais perigoso ainda seria tentar voltar atrás. O momento histórico é propício a essa revolução íntima.

O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2011 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.