Sobreviventes do Holocausto boicotam Wagner

Sobreviventes do Holocausto tentam impedir a primeira apresentação ao vivo em Israel da música de Richard Wagner, o compositor do século passado, favorito de Adolf Hitler.Eles argumentam que o concerto, previsto para sexta, causaria muito sofrimento aos judeus, especialmente para os sobreviventes dos campos de concentração nazistas da Segunda Guerra Mundial, disse hoje Jacob Westchneider, advogado do grupo.A música de Wagner era executada nas manifestações nazistas e nos campos de concentração. "Esta é uma prova da moralidade e da consciência do Estado de Israel", disse Westschneider.O tribunal de Tel Aviv deverá decidir amanhã sobre o pedido apresentado em 18 de outubro.Wagner é reverenciado pelos amantes da ópera, mas sua obra é hoje centro de controvérsia na Alemanha, onde suas histórias dramáticas sobre os heróis alemães o fizeram o favorito de Hitler.Um boicote informal à música de Wagner vigora em Israel desde a sua fundação em 1948. No final dos anos 80 esta proibição ficou mais moderada e as rádios e emissoras de TV ocasionalmente transmitem suas obras.

Agencia Estado,

24 de outubro de 2000 | 13h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.