Sob protesto, Alexandre Dumas entra para o Panteão

As cinzas de Alexandre Dumas, autor de Os Três Mosqueteiros e O Conde de Monte Cristo, serão transferidas ao majestoso Panteão, em Paris - contra sua vontade manifestada em vida. A cidade de Villers-Cotterets, a nordeste da capital francesa, onde os restos do escritor estiveram guardados nos últimos 130 anos, desistiu de impedir sua tranferência ao famoso mausoléu francês.No ano passado, o presidente Jacques Chirac havia decretado a mudança. Desde então, o prefeito de Villers-Cotterets, Renaud Belliere, vinha liderando os esforços para revogar a decisão, citando o desejo de Dumas - expresso em livro de 1847 - de ser enterrado em sua cidade natal. "Mas estamos certos da derrota", disse Belliere, segundo quem a decisão entristeceu toda a cidade.Conforme Belliere, as cinzas de Dumas serão transferidas em 3 de outubro ao Panteão, que já guarda os restos de tantas celebridades francesas, como o escritor Victor Hugo e o herói da Resistência Jean Moulin.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.