Luca Bruno/AP
Luca Bruno/AP

Sob os olhos de George Clooney e namorada, Armani se supera em Milão

Marca apresentou coleção dedicada em vestir a mulher para as noites de verão, inspirada no povo tuaregue

EFE

27 de setembro de 2010 | 16h51

Giorgio Armani apresentou no penúltimo dia da Semana da Moda Feminina de Milão uma mulher em estilo "tuaregue" (nômades do deserto do Saara) que não tem medo de ousar com calças de cintura alta e saias longas esvoaçantes, marcadas pela uniformidade e sobriedade nas cores, onde os tons escuros reinaram.

Com George Clooney e sua namorada, a italiana Elisabetta Canalis, na plateia, o estilista fez de sua tão afamada elegância um espetáculo, imprimindo sofisticação em uma coleção dedicada quase que exclusivamente em vestir à mulher para as noites de verão, e inspirada no povo tuaregue.

Veja também:

Sábado foi dia de Emporio Armani blog

Jaquetas estruturadas em azul escuro e saias ajustadas à altura do quadril e mais leves a partir do joelho, marcaram o começo de um dos desfiles mais esperados da Semana da Moda milanesa, no qual as modelos se equilibraram em saltos vertiginosamente altos para brilhar em sandálias de tiras delicadas.

A mulher monocromática de Armani não dará oportunidade às estampas. Ela reduzirá o comprimento de suas calças até o tornozelo, com corte alto e cintos que ressaltam ainda mais a sua cintura. Para se proteger do friozinho da noite, vai usar um blazer estruturado de longas mangas, também em preto e azul escuro.

O estilista, que faz dos detalhes do bolso e dos ombros um dos 'must' mais indispensáveis do verão 2011, sugere que as mulheres usem o lenço em estilo turbante e protejam seus olhos com óculos arredondados e discretos.

O designer Roberto Cavalli contou com a presença da atriz francesa Laetitia Casta em sua passarela, que foi transformada em uma pequena selva com grandes folhas verdes e troncos de árvores, para apresentar um "look casual", mas elegante e sensual, com vestidos longos em tons claros.

Marrom, preto, cinza pérola e tons terra foram as cores que dominaram uma coleção marcada por vestidos leves e longos com estampas discretas que contornam perfeitamente o corpo de uma mulher muito sexy.

As modelos com cabelos longos e lisos exibiram peças em decotes ovais verticais, bolsas e colares franja, assim como sandálias romanas de salto.

As calças justas e algumas transparentes se abrem na altura do tornozelo prevendo a volta da já esquecida boca de sino.

Para amanhã, a marca alemã Etienne Aigner será um dos destaques do último dia da Semana da Moda de Milão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.