Só músicos levam a sério "Rock Gol"

"Como jogadores, eles são ótimos músicos." Talvez a frase do locutor Marco Bianchi possa definir, e bem, o que é o Rock Gol - tradicional campeonato anual de futebol, organizado pela MTV, que reúne músicos brasileiros das mais diferentes tribos. Durante quatro dias seguidos, a emissora descolou uma equipe para realizar as gravações no São Paulo Atlético Clube, ao lado da represa de Guarapiranga, em São Paulo. O resultado vai ao ar de 1º de julho a 8 de agosto, sempre de terça a quinta, às 23h.Bianchi e Paulo Bonfá são os responsáveis pela locução dos 23 jogos. "A gente tenta falar o máximo de bobagem possível, e confesso que eles ajudam bastante inspirando tanta asneira. Repito: como jogadores, eles são ótimos músicos", debocha Bianchi, 30 anos, palmeirense, e uma das crias do extinto programa de rádio Sobrinhos do Ataíde.Ao todo são 120 jogadores, vindos de 41 bandas diferentes (rock, pagode, forró etc.). Este ano, para evitar a formação das famosas "panelinhas", a MTV realizou o sorteio para a formação das equipes, na presença de 50 músicos. Outra novidade é que cada time terá a chance de mostrar seu talento em pelo menos três partidas, evitando o chato "perdeu - cai fora" que antes reinava no campeonato."Os músicos acham que isso é a Copa do Mundo deles", define Anna Butter, diretora de relações artísticas da MTV. "Eles pedem para vir jogar, são entusiasmados e levam esse campeonato a sério, muito mais do que a gente, que vê isso como um programa de TV", explica ela, que já foi chamada pelos "jogadores" de "Eurica Miranda", uma alusão ao presidente do Vasco.Nomes esdrúxulos - Nadavê F.C., Manicômio, Kicaca, Nasfuça e Ranca Toco F.C. são apenas alguns exemplos dos nomes criados pelos jogadores para batizar seus times. "Cada equipe define seu nome e uma equipe da MTV desenha os uniformes e os respectivos escudos. Eles só dizem a cor que preferem que predomine nas roupas", revela Lallo Amaral, diretor de eventos.No primeiro dia de gravação, por exemplo, Kicaca derrotou o S.U.K.O por 5 a 3. A primeira equipe é formada por Kiko Zambiachi, Capital Inicial e Catedral, já a segunda carrega as iniciais de seus jogadores: Sideral, Ultraje a Rigor, Karnak e Otto. "Pena que quando cheguei o jogo já tinha começado. Se eu estivesse em campo a defesa seria melhor e conseguiríamos pelo menos um empate. Para mim, perder pro time do Capital e do Kiko é um desaforo", confessou Otto, que não agüentou a chuteira apertada e jogou descalço. Além de Otto, também estão no campeonato Natiruts, Rumbora, Xis, Jorge Ben Jor, Travessos, Maskavo, Cidade Negra, Claudinho & Buchecha, Ira!, Surto, Vinny, Tihuana, Tianastácia, Pato Fu, Nação Zumbi, Charlie Brown Jr, Supla, Max de Castro, Falamansa, Sepultura, Pedro Mariano, entre outros. Os integrantes do Skank, fanáticos por futebol, não estão no Rockgol deste ano, obedecendo a tradição de participar ano sim, ano não do campeonato.Apesar da diversidade de bandas e músicas, a produção confessa que não enfrenta problemas para conciliar tantas agendas e "escalar" os jogadores por quatro dias. "O que percebemos é que os músicos não gostam de marcar nada na época do Rockgol, isso nos ajuda bastante a não ter problemas com agendas", acrescenta Lallo. "Nosso maior problema é com o tempo mesmo", lamenta, explicando que quando chove muito - a ponto de ser impossível permanecer com as câmeras no gramado - a partida é suspensa e retomada quando São Pedro dá uma trégua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.