Só mulheres no flamenco de Sara Baras

Pela primeira vez no Brasil, a bela e simpática bailarina espanhola Sara Baras, conhecida por quebrar algumas regras tradicionais do flamenco, exibe com sua companhia a coreografia Sensaciones. Como o próprio nome diz a apresentação lida com as emoções que, além dos bailarinos, acabam envolvendo o público. Esse espetáculo abre a programação da Antares para este ano, que trará também ao Brasil o Ballet da Ópera de Lyon, França; o Gulbenkian Ballet, de Portugal; e o grupo canadense La La La Human Steps, com apoio cultural do jornal O Estado de S.Paulo.Aos 28 anos, Sara comanda a companhia Ballet Flamenco Sara Baras, formada exclusivamente por mulheres que não se incomodam em vestir calças pantalonas nos momentos em que a dança exige a presença masculina no palco, como a "farruca", por exemplo. "Mas nem por isso perdemos a feminilidade, os movimentos masculinos e femininos são mesclados e o que vale é a maneira de dançá-los, isto é, o mais feminino possível, afinal são mulheres que estão ali," explica a bailarina.Sara justifica a presença exclusiva de mulheres no balé por dois motivos. O primeiro está na forte presença masculina no flamenco na Espanha e, conseqüentemente, em todo o mundo. "As pessoas conhecem Paco de Lucia, Cortez, mas não há espaço e destaque para as mulheres; então, optamos por fazer uma companhia feminina," conta. "Também dançávamos juntas na companhia de minha mãe, em Cádiz, e já existia a amizade, um vínculo que propiciou a formação desse grupo."Ela se refere à escola de sua mãe, Concha Baras, uma figura importante para o flamenco. Foi lá que começou, aos 8 anos, a dançar. Em 1997, Sara lançou sua companhia. Nesse curto período, ela conquistou a crítica internacional. No ano passado, chegou a apresentar um programa de TV, no qual comentava as novas tendências do flamenco.Além de toda a badalação em torno de Sara Baras, o flamenco está em alta e tem ocupado um espaço cada vez maior na mídia. "Para mim, este espaço tende a crescer, uma vez que um maior número de pessoas tem acesso à cultura espanhola e oportunidade de se envolver com ela," comenta otimista a bailarina, que não crê em modismos. "Carmen, filme dirigido por Carlos Saura em 1993, os bailarinos e todas as manifestações culturais em torno do tema ajudam a ampliar o público do flamenco."EmoçãoSensaciones é o espetáculo de estréia do Ballet Flamenco Sara Baras. Sem narrativa, o grupo apresenta uma série de tipos do bailado somando os diferente elementos, em quatro momentos distintos. Oito bailarinas dançam ao som de uma música composta por Jesús de Rosaria especialmente para o grupo. O figurino é despojado, evitando os babados tradicionais e acrescentando as calças pantalonas."Esse é um trabalho que explora os sentimentos da platéia e principalmente das bailarinas", conta Sara. "Para assistir a um espetáculo de flamenco é preciso primeiro senti-lo." E como cada um o sente de uma maneira, existe um sutil toque de improvisação na coreografia.Sara Baras é uma bailarina de flamenco, mas que procura arejar e inovar a dança tradicional incorporando novos elementos do balé clássico e da dança contemporânea. "Para isso tenho feito aulas, porém, a minha preocupação é aprender novos movimentos para complementar e renovar a minha dança", afirma. A intenção da bailarina é somar movimentos ao flamenco, porém, sem descaracterizá-lo. E brinca: "Quero fazer um flamenco contemporâneo." O "furacão flamenco", como é conhecida internacionalmente, deve estrear em julho novo espetáculo, atualmente em fase de montagem, na Espanha.Para os bailarinos profissionais que quiserem conhecer um pouco mais a fundo essas técnicas, Sara dará uma master class em São Paulo, no sábado, das 18 horas às 19h30. As inscrições deverão ser feitas com Andrea Guelpa, pelo telefone 3023-0991, e a seleção será feita pela bailarina Maria de Jesus, uma integrante do Ballet Sara Baras.O público poderá assistir a Sensaciones no Rio, terça e quarta-feiras; em São Paulo, no próximo fim de semana, no Teatro Municipal; no dia 30, no Teatro Guaíra de Curitiba. Para encerrar a turnê, Sara Baras fará uma apresentação no dia 1.º de junho em Brasília, no Teatro Nacional.Ballet Flamenco Sara Baras. Sexta e sábado, às 21h; domingo, às 17h. De R$ 15 a R$ 120. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel.: 222-8698

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.