Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Só Globo multiplica audiência após o fim do horário eleitoral

É sabido que o horário eleitoral derruba a audiência de todos os canais abertos e infla o ibope dos canais pagos. Mas quem recupera a plateia perdida após a propaganda política? Um estudo consolidado das três primeiras semanas de horário eleitoral (de 19 de agosto a 6 de setembro), ao qual a coluna teve acesso, endossa que só a Globo consegue atrair o telespectador de volta - e não só aquele que zapeou para a TV paga ou desligou a TV. 

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

11 Setembro 2014 | 02h07

Na Grande São Paulo, o Jornal Nacional teve 20 pontos de média nesse período. A propaganda política a seguir derruba a Globo para 15 pontos, o que representa 25% de perda. Mas Império traz a plateia de volta e eleva esse índice até que a média se estabeleça em 28 pontos. Isso significa 87% de crescimento. A Record perde 37% no horário eleitoral e depois recupera 20% - cai de 8 para 5 pontos e sobe para 6 durante a concorrência com Império. No SBT, a coisa é ainda pior, com perda de 40% durante a propaganda eleitoral e de mais 10% no horário da novela da Globo.

A TV paga, que cresce de 12 para 21 pontos entre o início e o fim do conteúdo eleitoral, não retém toda essa audiência. Depois que a propaganda acaba, perde 6 pontos, ou 29%, na faixa das 21h20 às 22h30. E se 56% das TVs estão ligadas no horário do JN, esse índice cai para 52% durante a propaganda política e sobe para 57% no horário da novela das 9, 

No Painel Nacional de TV, mensurado pelo Ibope em 15 regiões do País, incluindo Grande São Paulo, os efeitos são os mesmos, com menor contraste de números.

Da cozinha do Planalto. Gustavo Mendes inaugura hoje, às 11h, nova performance para sua personagem mais famosa. Com toque de Ana Maria Braga, zomba dos programas femininos no Dilmais Você, websérie que estreia em seu canal no YouTube, ao lado do boneco Tucano José.

O NOW, plataforma de vídeo sob demanda da NET, avisa aos assinantes que seu conteúdo já funciona para aparelhos IOS e Android.

Aliás, a NET tenta convencer a HBO a liberar mais conteúdo para levar aos seus clientes o HBO GO, sistema de vídeo sob demanda via web, já disponível via Sky e Claro.

Por falar em HBO, a HBO Signature reprisa, a partir do dia 18, as seis temporadas da série Família Soprano. Considerado um divisor de águas no ramo de séries de TV, o título volta à tela para homenagear seu protagonista, James Gandolfino, que faria 53 anos nessa data.

Família Soprano, no melhor estilo "Vale a Pena Ver de Novo", irá ao ar todas as quintas, às 22h.

Liberado pela Globo, Marcelo Serrado anima o cenário do Todo Seu, de Ronnie Von, na TV Gazeta, amanhã, para fazer propaganda do filme Rio, Eu Te Amo, que estreia hoje em todo o País.

O Cartoon prepara para o Dia da Criança uma linha de pelúcia da animação Hora de Aventura, com Rei Gelado, Jake e companhia.

Mais conteúdo sobre:
Cristina Padiglione televisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.