Smurfs celebram 50 anos com 'invasão surpresa' na Europa

Além de estátuas para colorir, haverá mostra em Bruxelas e lançamento de selos.

Marcia Bizzotto, BBC

14 de janeiro de 2008 | 18h40

Os Smurfs celebram 50 anos de existência nesta segunda-feira com muita festa no seu país de origem, a Bélgica, e com uma inusitada campanha de "invasão surpresa" em outros países europeus. Pequenas estátuas dos célebres diminutos personagens azuis que encantaram crianças do mundo inteiro com suas histórias em quadrinhos e desenhos animados, estão sendo distribuídas em segredo a 20 cidades de 14 países europeus para proclamar o "Feliz Dia Smurf".Datas e locais são mantidos em segredo, mas sabe-se que Papai Smurf, Smurfete e seus amigos aparecerão em locais abertos e bem freqüentados."Imagine acordar em uma manhã e descobrir, de repente, milhares de Smurfs espalhados por seu bairro. Eles poderão estar em qualquer lugar: no ponto de ônibus, na fila do correio, no pátio da escola. Certamente todo mundo vai sorrir", antecipa Hendrik Coysman, diretor da International Merchandising, Promotion & Services (IMPS), empresa belga que administra os direitos autorais dos Smurfs.Serão estátuas brancas de Smurfs em tamanho real - a altura de três maçãs costumava dizer o belga Pierre Culliford, nome real de Peyo, criador dos personagens, falecido em 1992. Novas aventurasCriados em de 1958, os Smurfs ganharam fama mundial em 1981, quando se tornaram protagonistas de um desenho animado dos estúdios Hanna Barbera veiculado pela rede americana NBC.Os Smurfs inspiraram mais de 3 mil produtos como bonecos, jogos, alimentos e discos e venderam mais de 25 milhões de livros traduzidos para 25 idiomas.As comemorações de seu meio século de existência terão início nesta terça-feira com o lançamento na Bélgica do livro Les Schtroumpfs et le livre que dit tout ("Os Smurfs e o livro que diz tudo", em tradução livre) e de uma coleção de livros de bolso para o mercado francês. "Serão estórias novas, elaboradas a partir de material deixado por Peyo, mas que incorporam elementos novos, refletindo algumas mudanças do mundo nesses 50 anos", Coysman explica."Uma das mudanças mais marcantes nesse período é a valorização das mulheres. Por isso, a partir de agora haverá uma maior presença feminina na vila dos Smurfs. Ainda teremos novas músicas, já que a música sempre foi um elemento importante nas estórias de Peyo."As novidades também farão parte de novos episódios preparados para a televisão e de um filme, atualmente em fase de criação de roteiro e ainda sem título."A única coisa que posso dizer é que passamos do processo de desenho artesanal utilizado no filme anterior, que foi inteiramente desenhado por Peyo, ao processo computadorizado", conta Coysman.Como resultado, a imagem das pequenas criaturas azuis aparece mais arredondada e o cenário ganha sensação tridimensional.Em Bruxelas, lar dos Smurfs, os personagens de Peyo ganharão uma exposição no Centro Belga de História em Quadrinhos que poderá ser vista de maio a novembro, além de uma série especial de selos lançada pelos correios belgas.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.