Sky lança no Brasil comércio pela TV

Pedir uma pizza pela TV. Comprar um relógio, um eletrodoméstico, até um carro, apenas apertando teclas do controle remoto. O que parece tecnologia da casa do desenho animado Os Jetsons está chegando por aqui. Quem ensaia os primeiros passos no T-commerce - nome internacional que se dá à venda de produtos pela TV - é a operadora de TV paga Sky. Ela lança hoje para os seus assinantes a primeira ação de venda de produtos pela TV. O primeiro produto a ser vendido é um controle remoto da própria operadora. A princípio, somente os assinantes da SKY que possuem um decodificador conectado à linha telefônica é que poderão realizar a compra pela TV. Os técnicos da SKY garantem que a operação é rápida e simples. Utilizando os botões de volume e de canais da própria TV, o assinante pode solicitar o produto, que será entregue na casa dele em questão de dias. Para viabilizar a operação de T-commerce, a SKY fechou parceria com a empresa NDS, fornecedora de soluções digitais interativas para a TV paga. A ferramenta utilizada é o Value@TV. As instruções para a compra aparecerão na tela da TV do assinante, no mosaico interativo da Sky. O pagamento do T-commerce, a princípio, será realizado por boleto bancário, mas a operadora já estuda disponibilizar a compra via cartão de crédito. Nos Estados Unidos e na Europa, lideram o ranking de produtos mais vendidos pela TV: livros, pacotes de viagem e CDs de música. Na TV paga americana, quase 17 milhões de assinantes dispõem do recurso de comprar via controle remoto. Por lá também é esperado que o T-commerce movimente cerca de US$ 11 bilhões em 2004. No Brasil, a SKY possui atualmente o potencial de 2,5 milhões de consumidores do novo serviço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.