Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Sintonia da TV paga cresce 26% em 2013 na Grande São Paulo

O crescimento no número de assinaturas caiu vertiginosamente na TV paga em 2013, atingindo os menores níveis de progresso dos últimos três anos. Mas a audiência dos Outros Canais (OCN), segmento assim denominado pelo Ibope e formado por canais pagos, subiu como nunca no ano que passou.

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

03 Janeiro 2014 | 02h08

O paradoxo se explica pela demora na mudança de hábitos de um público que, mesmo tendo acesso à TV por assinatura há algum tempo, resiste em zapear para além dos canais abertos. Assim, em 2013, os OCN fecharam o ano com crescimento de 26% de audiência, tanto na média do dia como na faixa nobre (18 h à 0 h), quando sua audiência subiu de 7 para 8,8 pontos, dando ao segmento o segundo lugar no Ibope do ranking da Grande São Paulo no ano passado. Discovery Kids, seguido por Cartoon, SporTV e Fox foram os canais com maior audiência em 2013 na média/dia.

A considerar que os OCN somam mais de 100 canais pagos, mais alguns em UHF, o 2.º lugar em São Paulo, como emissora isolada, foi mantido pela Record, com 20% de vantagem sobre o SBT na faixa das 7 h à 0 h. Na faixa nobre, a Record subiu 3% (de 7,7 para 7,9 pontos).

Mais que os OCN, o maior avanço de audiência na faixa nobre de 2013, na Grande São Paulo, foi da TV Cultura, que foi de 0,9 ponto para 1,4. Ainda entre 18 h e 0 h, a Globo caiu 6% (de 24,6 para 23,2 pontos). O SBT perdeu 2%, fechando em 6,5 pontos, a Band despencou 5%, ficando com 3,5 pontos e a RedeTV! caiu 7%, chegando a 1,3, índice inferior ao da Cultura. O total de aparelhos ligados se manteve em 55%.

Mais conteúdo sobre:
Cristina Padiglione

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.