Siga os mestres

Com obras vindas de 24 museus italianos, os principais artistas do Renascimento chegam à cidade em exposição no CCBB

Marina Vaz - O Estado de S.Paulo,

12 de julho de 2013 | 08h33

Leonardo da Vinci, Rafael, Ticiano, Donatello, Tintoretto, Michelangelo, Botticelli. Poucos movimentos artísticos têm um lista tão grande de representantes conhecidos em todo o mundo, mesmo por leigos - o que é só uma das provas da importância histórica do Renascimento. A partir deste sábado, 13, estes e outros artistas podem ser vistos na exposição Mestres do Renascimento: Obras-primas Italianas, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

São 57 obras dos séculos 15 e 16, em sua maioria pinturas, vindas de importantes museus e instituições da Itália, como a Galleria Borghese, de Roma, e a Gallerie dell’Accademia, de Veneza.

"O Renascimento - com a perspectiva, o uso da luz e o novo papel do artista, que deixou de ser um artesão - mudou radicalmente a história ocidental", afirma Alessando Delpriori, curador da mostra ao lado de Cristina Acidini.

Pelos quatro andares do edifício, serão expostos trabalhos que revelam as manifestações renascentistas não apenas em Florença, seu principal centro, mas também nas regiões de Urbino, Roma, Veneza, Milão e Ferrara.

Com reforço na segurança e na iluminação da rua, o CCBB ficará aberto a partir das 15h de amanhã (13) até as 21h de domingo (14), sem parar. É a ‘Virada Renascentista’ - iniciativa já testada durante a mostra sobre o Impressionismo, no ano passado.

ONDE: CCBB. R. Álvares Penteado, 112, Sé, 3113-3651. QUANDO: 7h/23h (sáb. e dom., 8h/23h; fecha 3ª). Inauguração: sáb. (13), 15h. Até 23/9. QUANTO: Grátis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.