Siciliano é eleito presidente da CBL

O editor e livreiro Oswaldo Siciliano foi eleito o novo presidente da Câmara Brasileira do Livro pelos próximos dois anos. Ele fazia parte da chapa de oposição "Experiência e Modernidade", derrotando o candidato da chapa "Integração e Participação" José Henrique Grossi por 212 votos, contra 147. A apuração terminou no início desta noite, com apenas uma abstenção e um voto nulo. Após a vitória em uma disputa rara e acirrada ? a segunda em 60 anos da entidade, Oswaldo Siciliano venceu com uma proposta de apoio às necessidades de pequenas e médias editoras e livrarias, o estímulo ao surgimento de novos canais de distribuição do livro no interior do país, e campanhas envolvendo empresários, autoridades e sociedade civil para ampliar o número de bibliotecas e o hábito da leitura.

Agencia Estado,

26 de fevereiro de 2003 | 19h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.