Shows e CDs prestam homenagem a Johnny Alf

A caixa com três CDs "Johnny Alf - Entre Amigos" (Lua Music, R$ 60) foi oficialmente lançada no sábado, com show no Centro Cultural São Paulo (CCSP) pela série "Johnny Alf - A Bossa e Outros Tons", com outros shows previstos para os dias 19, 20, 26 e 27. "As primeiras mil caixas já foram vendidas e a gravadora teve de fazer uma segunda tiragem. A receptividade está sendo grande. E Johnny Alf não foi um grande vendedor de disco", diz Thiago Marques Luiz, que, além de ser o produtor da caixa, assina, em parceira com Nelson Valencia, o roteiro e direção artística da série no CCSP.

AE, Agência Estado

14 de março de 2011 | 08h56

O material que está na caixa foi construído ao longo do tempo com a ajuda de Valência. Empresário e amigo de Alf, ele gravava os shows a pedido do artista para que pudesse ouvir a si mesmo depois. O hábito perdurou ao longo dos anos em que os dois trabalharam juntos. Quando Johnny morreu, aos 80 anos, há 1 ano, já existia o projeto de um disco da amiga Alaíde Costa cantando só músicas do compositor. "Ela já fazia isso em shows, já tinha repertório, músicas arranjadas. Era só gravar", conta Thiago, que assinaria a produção desse trabalho da cantora. Com a morte de Alf, Valencia procurou Thiago, sugerindo-lhe ampliar o projeto. Afinal, ele ainda conservava consigo aqueles registros de shows do músico carioca.

A caixa agrupa três CDs: o premeditado "Alaíde Canta Johnny - Em Tom de Canção", mais "Johnny Alf Ao Vivo" e "À Vontade com Seus Convidados" (que traz os registros de shows) e "Johnny Alf Por Seus Amigos" (com composições de Johnny interpretadas por músicos que têm conexão artística e/ou afetiva com ele, como Joyce, Leny Andrade, Emílio Santiago e Wanderléa.

No projeto "Johnny Alf - A Bossa e Outros Tons", intérpretes que participaram da gravação do disco "Johnny Alf Por Seus Amigos" - como Wanderléa, Claudette Soares, Toquinho, Zé Renato e Claudia Telles - repetem a experiência, desta vez, diante de uma plateia que, certamente, vai arregimentar os apreciadores da música sofisticada do pai da bossa nova.

Outro convidado da série, Cauby Peixoto ganhou registro ao lado de Johnny no disco "Johnny Alf Ao Vivo e À Vontade com Seus Convidados", nas canções "Gesto Final" e "Ilusão à Toa'', um dos grandes sucessos do compositor. Sem esquecer de Alaíde Costa, que homenageou o amigo no já citado álbum-tributo e abriu a programação de shows no CCSP no sábado, com Zé Luiz Mazziotti.

Johnny Alf - A Bossa e Outros Tons

Centro Cultural São Paulo

Dias 19 e 26, às 19h

Dias 20 e 27, às 18h

Rua Vergueiro, 1.000, Paraíso, 3397-4002.

Gratuito.

Tudo o que sabemos sobre:
MÚSICAJOHNNY ALF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.