Show celebra 40 anos de carreira de Chitãozinho & Xororó

O tempo não para. Há 40 anos, José Lima Sobrinho e Durval de Lima pegaram a estrada. "Ainda ontem, chegávamos a São Paulo e descíamos do trem em frente à Sala São Paulo, com um monte de bagagem nas mãos", lembra Durval, referindo-se aos anos 60. Desfazer as malas e fincar os pés na capital paulista foi difícil. Rabiscos de letras de músicas em cadernos, horas escutando os pais cantarolando, shows em circos. O primeiro disco - "Galopeira" (1970) - não foi bem. Batizada de Chitãozinho & Xororó -, a dupla começou a ficar conhecida a partir do oitavo álbum: "Somos Apaixonados" (1982). A partir daí, os irmãos de Astorga, interior do Paraná, ganharam os paulistas, mineiros, cariocas e popularizaram, de uma vez por todas, a música sertaneja no País.

AE, Agência Estado

23 de junho de 2010 | 11h58

Para festejar os 31 álbuns lançados, 400 músicas gravadas, 6 mil shows e 35 milhões de discos vendidos, a dupla dá início, nesta sexta-feira, às comemorações dos seus 40 anos de carreira, num show com o maestro João Carlos Martins e sua Orquestra Bachiana Filarmônica, no Via Funchal. O

repertório inclui a nona sinfonia de Beethoven e hits como "Evidências" e "Fio de Cabelo". O tradicional show "Amigos" - com Daniel, Zezé Di Camargo & Luciano e Leonardo - também faz parte da agenda comemorativa, que segue até 2011. No ano que vem, aliás, Xororó cantará com os filhos, Sandy e Junior, separadamente.

E como Chitãozinho e Xororó não escondem ser vítimas da baixa vendagem de CDs no País (em 1985, com o álbum "Fotografia", eles venderam 1,8 milhão de cópias, número 72 vezes superior às 25 mil cópias do novo CD "Se For para Ser Feliz"), eles convidaram para a festa figuras da nova geração. "Gosto do som do Luan Santana e de Maria Cecília & Rodolfo. Tem muito artista do gênero aparecendo. Quem tiver talento, ficará", diz Xororó. Os jovens elogiados pelo artista cantam com a dupla no dia 27 de julho, no Chitãozinho & Xororó 40 anos-Universitário, no Via Funchal.

Depois de Roberto Carlos e Zezé di Camargo & Luciano terem se firmado no mercado de shows em navios, a dupla também faz planos para cantar em alto mar. "O público vem pedindo isso", afirma Xororó. A trajetória dos irmãos do Paraná para São Paulo, já contada no livro "Chitãozinho & Xororó - Nascemos para cantar", lançado em 2002, também será retratada, ainda este ano, numa minissérie na TV. As informações são do Jornal da Tarde.

Tudo o que sabemos sobre:
músicaChitãozinho & Xororó

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.